A CARREGAR

Type to search

Cosmos: Flores delicadas de cores vivas iluminam qualquer jardim

As flores têm tonalidades que vão dos tons frios ao cor-de-rosa e cor de laranja. As folhas são muito delicadas e têm uma ligeira penugem.

A espécie mais comum a Cosmos bipinnatus possui flores lilases ou magenta. A variedade mais conhecida é a “Sensation”, com flores carmesim, cor de rosa ou brancas. A “Sonata Mixed” é uma variedade anã que atinge 60cm e possui flores precoces cor de rosa escuro, branco róseo ou bicolores.
A Cosmos sulphureus com os seus tons amarelos cria uma verdadeira explosão de cor. Possui folhas semelhantes ás dos craveiros. E ainda o invulgar Cosmo negro é perene nas regiões quentes e produz flores de um bordeaux intenso, com um aroma a chocolate.
Os Cosmos adoram o sol e desenvolvem-se melhor se forem cultivados em grupo.
No jardim se estiverem em tufos na parte mais atrás duma bordadura ou em vaso podem ter um efeito ótimo. Se estiverem em vasos e em companhia de flores folhosas, também resulta muito bem.

Canteiro de Cosmos Estação a Estação
A – Na Primavera limpe as herbáceas de uma zona pré-definida e misture adubo se o terreno for pesado e tiver problemas de drenagem
B – Torne o solo mais leve lavrando-o com a enxada. Use o ancinho para nivelar e recolha as pedras que ficarem no solo.
C – Semeie em filas distanciadas de 45 cm para ter flores de corte ou de modo irregular para ter uma disposição mais naturalista.
D – É sempre melhor opção semear diretamente embora seja possível transplantar plantas
E – Coloque terra e areia numa rede e cubra as sementes de modo uniforme. Compacte e regue.
F – Quando as plântulas atingirem os 8 cm de altura desbaste. Coloque suporte para as variedades mais altas.
G – Corte os ápices dos cosmos quando atingirem 45 cm para fazer desenvolver os ramos mais baixos.
Um solo bem drenado é condição essencial bem como o sol direto.
Os Cosmos podem atingir entre 30 cm e 180 cm de altura e ter de largura entre os 30 e os 90 cm.
Pode plantar Plântulas envasadas cortando-lhes os ápices para encorajar o crescimento

No Verão é o momento da manutenção, é quando acontece a floração que se eprolonga até ao Outono
Cortar as flores murchas de modo a encorajar novas. Devem ser plantados em grupos densos ou irão precisar de estaca.
No final do Outono, quando as plantas tiverem morrido corte-as ao nível do solo e utilize-as como adubo.
As raízes ficam fornecendo os nutrientes ao solo.
Compre sementes no final do Inverno.
As doenças que podem acontecer nestas plantas são provocadas pelos afídios insetos muito pequenos do tamanho dum grão de arroz e que podem infestar as jovens plantas, sugando-lhes a seiva. Para os eliminar regar a planta com um forte jato de água.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Ir para o topo