A CARREGAR

Type to search

Roseiras: cuidados para evitar manchas negras e outras doenças

A vigilância e um tratamento simples, aplicado precocemente, podem fazer muito pela saúde das suas roseiras.

A mancha negra é uma das principais doenças que afetam as roseiras mas também é fácil de erradicar com vigilância e persistência.
Desenvolve-se em condições de humidade e chuva e os primeiros sinais são pintas pretas muito pequenas nas folhas e que rapidamente crescem ficando rodeadas de um halo amarelado de tecido morto, que vão levar à sua queda. O ideal é verificar o seu roseiral uma vez por semana. Note que estes esporos do fungo sobrevivem na terra durante o Inverno .

Para lidar com esta situação tem três fases: prevenção, tratamento rápido de pequenos surtos ou tratamentos regulares para infeções recorrentes.
A prevenção passa por pulverizar as suas roseiras com a seguinte solução: uma parte de cal para nove de enxofre diluído (no Inverno) e manter a vigilância. Remova folhas infetadas e deite-as no lixo. Se detetar uma infeção aplique um fungicida semanalmente. São eficazes e compram-se já prontos a usar. Pulverize todas as semanas até ao fim do Verão e veja sempre as indicações que constam na embalagem

Se fizer o seu roseiral de raiz compre plantas saudáveis em viveiro de confiança. Roseiras dos amigos ou compradas em locais não vocacionadas têm mais possibilidade de trazer a doença para o seu jardim.
O local deve ter uma circulação de ar adequada que limita as infeções. O ideal é o ar circular a toda à volta do roseiral. A rega cuidadosa deve ser feira junto ás raízes e deve proteger o solo de folhas infetadas, destrui-las logo que caiam para que os esporos não se instalem na terra. Outra recomendação é lavar todos os utensilios que tenham estado em contacto com as roseiras infectadas e também as luvas que tenha usada para manusear estas folhas doentes.

Recomendação: A KB apresenta um fungicida vocacionada para tratar das doenças da suas roseiras.
O Fongys Ultra Pronto é um fungicida pronto a usar com ação preventiva e curativa no combate ao oídio, ferrugem e mancha negra. A sua composição é de 0,15g/L de triticonazol.
Produto fitossanitário de baixo risco de ação sistémica, ao ser aplicado é absorvido pelas folhas e circula através da seiva, permitindo controlar a doença independentemente da sua localização . Persistência biológica de 14 a 21 dias. Aplicar e Março a Outubro. Disponível em embalagens de 880 ml.
Saiba mais em www.kb-jardim.pt

 

A REDACÇÃO do Portal do Jardim.com, conjuntamente com todos os seus contribuidores, prepara artigos e notícias do seu interesse, mantendo-o ao corrente do que se passa sobre o Jardim, em Portugal e no Mundo.

Tags:

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Ir para o topo