A CARREGAR

Type to search

KB: Formigas quanto baste

Nos jardins, a presença das formigas pode ser benéfica. Contribuem para desaparecimento natural de alguns parasitas e ao escavarem as suas galerias contribuem para arejar os solos.
Se forem em excesso, aí já podem ser prejudiciais, atacam as hortas e as plantas,invadem as casas… Há que resolver da melhor forma sem prejudicar as pessoas e o ambiente.
Existem diferentes soluções mas hoje apresentamos aqui dois produtos recentes no mercado e com a chancela da KB na sua gama Naturen. Ambos se destacam pela sua substância ativa de origem biológica obtida da bactéria Saccharopolyspora spinosa.

Eficazes contra as formigas o Nexa Max em granulos e o Nexa Max Armadilhas-isco anti-formigas são imprescindíveis.As caixas com isco têm ação rápida e duradoura: são colocadas nas áreas internas, nos peitoris das janelas, nas entradas ou nos cantos das salas por onde as formigas entram. Graças à sua ação prolongada, todo o formigueiro é atingido.
Prontas a usar eliminam radical e de forma duradoura os formigueiros. Atuam sobre as formigas negras no estádio de larvas e adultas.
As formigas são atraídas pelo isco, entram na caixa, tomam o isco e transportam-no, provocando a sua destruição em poucas semanas.
Composição Espinosa de 0.8 g/kg.
Embalagem com 2 x 10g.
Utilizar de Janeiro a Dezembro.

Os granulados podem ser para diluir ou espalhar pelas áreas infestadas, como varandas ou sacadas, para isso existe uma tampa doseadora. Atua por ingestão ou por contacto, para a eliminação das formigas.
Composição Espinosa de 2 g/kg
Embalagem com 250 g
Utilizar de Março a Outubro.

A marca recomenda que utilize estes biocidas com precaução. Antes de qualquer utilização leia o rótulo e as informações relativas ao produto.
Mais informações: www.kb-jardim.pt

A REDACÇÃO do Portal do Jardim.com, conjuntamente com todos os seus contribuidores, prepara artigos e notícias do seu interesse, mantendo-o ao corrente do que se passa sobre o Jardim, em Portugal e no Mundo.

Tags:

Talvez goste deste artigo

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Ir para o topo