A CARREGAR

Type to search

Tags:

Sementeiras da época… qual a melhor opção?

As sementeiras e os viveiros do final do Inverno e início da Primavera marcam o começo de um novo ciclo em qualquer horta e há vários tempos e formas de os fazer. É sempre adaptado à planta que se quer gerar e às necessidades que esta vai exigir. Algumas precisam de muito esforço e cuidado e outras não, e é preciso saber antes de começar os passos necessários para ter sucesso na plantação. Dois pontos a ter em conta são a resistência ao frio/geada e o tempo de germinação da semente.

 

Viveiro em Tabuleiro

Viveiro em Tabuleiro

 

Viveiro de Cebola Roxa

Viveiro de Cebola Roxa

A sementeira directa é quando se semeia no local final onde a planta vai crescer até ser consumida (ou os seus frutos). A sementeira de favas é um exemplo e que mostramos nas imagens. Os regos são abertos, calculando bem as distâncias entre eles e também entre sementes, para que as plantas tenham o espaço suficiente para crescer e dar fruto.

Estufa com Tabuleiros

Estufa com Tabuleiros

Certas plantas precisam de ser mais protegidas para poderem germinar com sucesso. As cebolas e os pimenteiros são exemplos claros deste tipo de situação. Nós aqui damos como exemplo a nossa estufa onde temos tabuleiros em ambiente completamente protegido. Aqui se encontram alfaces, tomateiros, pimenteiros, cebolas, chicória, couves, entre outros.

Sementeira Directa 1

Sementeira Directa 1

Sementeira Directa 2

Sementeira Directa 2

Pode-se ainda fazer um viveiro directo na terra mas coberto (um meio termo entre a sementeira directa e a estufa) onde aqui temos cebola roxa a germinar. A diferença está na passagem da planta para o seu local final na horta. Uma planta que passa de um tabuleiro com alvéolos não se ressente tanto da mudança como uma que é transplantada da terra para um outro lugar.

Viveiro Cebola Roxa

Viveiro Cebola Roxa

O Monte do Laranjal é uma antiga propriedade agrícola que, apesar de inactiva até recentemente, os seus antigos edifícios foram restaurados e convertidos naquilo que é hoje uma casa de família, com uma área reservada para turismo rural. Tem uma horta biológica e um laranjal (ambos certificados) e várias árvores de fruto que cuidam sem recurso a pesticidas ou outros químicos que não produtos biológicos certificados. Saiba mais em: www.montedolaranjal.com.

Tags:

Talvez goste deste artigo

1 Comments

  1. julieta marques 8 de Maio de 2014

    Estas dicas são muito úteis para quem é aprendiz de agricultor, embora que para consumo caseiro.
    Continuem!

    Responder

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Artigos Relacionados

Ir para o topo