A CARREGAR

Type to search

Doirados Campos de Camomila

[img]https://www.portaldojardim.com/artigos/plantas_saberes/camomila020307/abertura.jpg[/img] 

[i]Fotos: Fernanda Botelho[/i]

Mal os dias se tornam mais brilhantes e luminosos, e já os campos se pintam de doiradas camomilas, estas simpáticas e úteis plantas são amantes da luz e por isso procuram campos abertos onde se possam espraiar livremente, gostam de solos húmidos mas também calcários e arenosos.
A camomila pertence à família das asteráceas que engloba cerca de 800
plantas e cerca de13 espécies, crescem espontâneas um pouco por todo o mundo, excepto nas zonas tropicais e polares.
Entre nós é conhecida por muitos nomes populares: macela,macelinha, macelão, macela dourada, camomila-dos-ingleses ou camomila romana, camomila-dos-alemães ou húngara, margaça, margacinha, margaça-das-boticas e certamente outros que desconheço.Entre os nomes científicos constam a matricaria chamomila, anthemis nobilis, anthemis tinctoria, anthemis aurea, chamomila recucita,matricaria chamomila etc.Todas elas têm propriedades muito semelhantes.
As flores da camomila podem ser utilizadas frescas ou secas e devem ser colhidas no dia em que abrem quando os seus componentes activos são mais eficazes. Apesar da camomila crescer em estado selvagem é hoje plantada para fins medicinais.
Tem um sabor aromático e um pouco amargo, sendo umas variedades mais doces e outras mais amargas.

[b]Propriedades[/b]
São um excelente calmante do sistema digestivo sobretudo quando associadas a problemas de origem nervoso, digestões difícies combatendo a flatulência, as náuseas, sendo, por isso, uma grande aliada das mulheres grávidas, combate ainda a acidez, gastrites, cólicas, úlceras do estômago e do intestino, síndrome de cólon irritável e hemorróidas. É anti-espasmódica, relaxando os músculos e aliviando dores menstruais. É muito útil no tratamento de bebés e crianças irritáveis e nervosas, acalmando-as e ajudando-as a dormir, podendo adicionar-se na água do banho. É febrífuga. Útil no tratamento da febre dos fenos e problemas de asma ligeira e dores de cabeça. Muito utilizada para tratar vários problemas cutâneos incluindo eczema. Externamente pode ser utilizada em forma de compressas para aliviar e tratar problemas de vista inflamada, irritada e conguntivites. Ainda em forma de compressas é muito útil no alívio de problemas de mamilos gretados. Muito eficaz para acalmar as dores de gengivas dos bebés em processo de dentição, sendo anti-inflamatório e sedativo. Apresenta ainda uma leve acção anti-parasitária. E bem conhecida a sua eficácia na cosmética, em forma de champôs para aloirar o cabelo e cremes de pele, especialmente de mãos.

[b]Componentes[/b]
Enxofre, ferro, fósforo, ácidos gordos, inusitol, taninos, esterol, cumarinos, potássio, vitamina C, óleos essenciais, farnezina, alfabisabolol, camazuleno(que se torna castanho com a luz e existe principalmente na matricária), cânfora, princípio gomo-resinoso e glicósidos amargos.

[b]No jardim[/b]
A camomila quando plantada no jardim tem um efeito curativo e estimulante sobre as outras plantas sobretudo se consociada com couves ou cebolas melhora-lhes o sabor e o desenvolvimento. O trigo cultivado com a camomila na proporção 100:1 cresce mais vigoroso e com espigas mais cheias, em proporções mais intensas torna-se prejudicial em vez de benéfico. Uma tisana de Matricária chamomila em asperção é eficaz contra as pulgas e contra o emurchimento das plantas especialemtne nas estufas. Na agri cultura bio-dinâmica fazem-se preparados com camomila que revitalizam as outras plantas e establizam o azoto regulando a fermentação do composto.

[b]Curiosidades[/b]
No Oriente a camomila é venerada e considerada uma planta sagrada.
Na Europa Medieval colhia-se por altura do S.João para evitar que as bruxas lhe urinassem em cima.
A variedade arthemis tinctoris produz um pigmento castanho-dourado bastante apreciado na tinturaria.

Uma tissana com mel pode juntar-se à salada de fruta onde se juntarão também algumas pétalas para decorar e que poderão ser ingeridas.

FERNANDA BOTELHO nasceu em Tojeira/Sintra em agosto de 1959.
Aos 18 anos viaja para Londres onde estuda antroposofia e plantas medicinais e pedagogia Montessori.
Fez o curso de guia de jardim botânico com a Alexandra Escudeiros e gostou tanto que repetiu no ano seguinte.
Apaixonada por jardins botânicos, é frequentadora assídua de Kew gardens. Absorve o que vê, fotografando e escrevendo.
Publica anualmente desde 2010 agendas de plantas medicinais, três livros infantis “Salada de flores” “Sementes à solta” e “Hortas aromáticas”. “As plantas e a saúde, guia de remédios caseiros”. É colaboradora do programa Eco-escolas desenvolvendo projetos de plantas medicinais e hortas sustentáveis nos espaços escolares com professores e alunos.
É convidada regular da RTP 1, organiza passeios botânicos e dá workshops sobre plantas medicinais.
Blogue Malva Silvestre.

Tags:

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Ir para o topo