A CARREGAR

Type to search

A Poda das Alfazemas

As alfazemas pertencentes à espécie angustifolia e híbridos desta devem ser podadas todos os anos para manter a forma e retardar o envelhecimento. Os rosmaninhos beneficiam igualmente com podas regulares. Uma planta que não seja podada regularmente vai abrir deixando exposta madeira velha com poucas rebentações. A poda em madeira velha pode também ser problemática por não permitir a recuperação da forma adequada. Alfazemas bem podadas e com condições adequadas de solo e fertilização podem manter-se em óptimas condições durante muitos anos. Os rosmaninhos têm vida mais curta, mas em condições óptimas podem durar até 10 anos.

Quando

A poda pode ser feita a seguir à floração, no Outono ou na primavera. Se for feita na primavera não deverá ser muito tardia para permitir um bom crescimento antes da floração, e portanto uma maior quantidade de flores. Certas variedades podadas a seguir à floração podem ainda ter uma segunda floração no Outono, caso as chuvas comecem cedo e ainda permitam algum crescimento. A poda outonal permite um crescimento seguramente suficiente até a floração primaveril seguinte, no entanto deve haver o cuidado de não o fazer demasiado tarde em regiões muito frias para não correr o risco de o gelo destruir crescimentos novos.

Como

A poda é feita cortando uma boa parte da folhagem exterior, a quantidade aconselhada varia com os diferentes autores, na prática com a velocidade de crescimento da planta. Os cortes outonais de angustifolia nos primeiros anos podem ser bastante rentes porque a planta recuperará a forma redonda mais facilmente. Quando se fazem cortes mais superficiais convém manter uma forma arredondada. Em qualquer dos casos deve sempre haver o cuidado de deixar alguma rebentação. Cortes demasiado severos em madeira velha com pouca rebentação podem comprometer a planta.

As plantas pertencentes à secção Dentata não requerem grande poda, no entanto os híbridos interseccionais, como a L. x aillardii já beneficiam com a poda. Normalmente não é recomendada poda para as plantas pertencentes ao grupo Pterostoechas. No entanto, algumas destas plantas são frequentemente cultivadas em vasos como é o caso da Lavandula x christiana pelo que uma poda será benéfica para controlar o seu crescimento vigoroso, e diminuir o envelhecimento dos ramos.

Tags:

1 Comments

  1. Emília Silva 20 de Setembro de 2011

    Não sei diferenciar qual o tipo de rosmaninho que tenho de forma que em relação à poda fiquei com dúvidas mas há sempre tempo para aperfeiçoar.No caso do pé maior que tenho o que aconteceu foi secar a partir do pé em algumas ramificações mantendo-se outras verdes e com floração.
    Cump.
    Emília

    Responder

Deixe o seu comentário Emília Silva Cancelar comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Ir para o topo