A CARREGAR

Type to search

Os vegetais, já o dissemos antes, não têm todos as mesmas necessidades e não vão todos procurar nutrientes à mesma profundidade, daí o interesse da rotação de culturas. O cultivo ano após ano da mesma variedade no mesmo terreno esgota a terra e facilita o desenvolvimento de doenças e pragas.

A rotação de culturas consiste, na prática, em alternar o cultivo de diferentes categorias de legumes em diferentes parcelas segundo as suas necessidades específicas. Para pôr em prática uma cultura rotativa, deverá começar por separar o seu terreno em quatro parcelas.

Parcela 1

Nesta plantará vegetais de folha, como a alface, os espinafres, as couves, mas também as batatas e o tomate. Estes necessitam um solo rico em nutrientes, nomeadamente azoto.

Parcela 2

Aqui entram a cebola, o alho, e os demais vegetais de raiz como os rabanetes, as cenouras, a beterraba e os nabos, que são capazes de ir buscar azoto mais profundamente.

Parcela 3

Nesta, os legumes grão. Feijão, favas, ervilhas e também os legumes fruta como o melão e as abóboras.

Parcela 4

Esta parcela fica em repouso. Aqui semeará apenas “adubo verde” ou seja, plantas como o trevo, luzerna, e vegetações espontâneas, que irão enriquecer o seu terreno.

Como fazer a rotação?

No segundo ano coloque as culturas da parcela 1 na 2, as da 2 na 3 e as culturas da parcela 3 na  4. Descansa então a parcela 1.  A ideia é nunca repetir as mesmas culturas na mesma parcela.  Igualmente importante é, na Primavera, enriquecer o solo com estrume ou composto.

As aromáticas e vegetais como os espargos ou o ruibarbo podem ser instalados de forma permanente numa mesma parcela, devendo  no entanto rodá-las entre elas.

Boas Culturas!

Os vegetais, já o dissemos antes, não têm todos as mesmas necesidades e não vão todos procurar nutrientes à mesma profundidade, daí o interesse da rotação de culturas. O cultivo ano após ano da mesma variedade no mesmo terreno esgota a terra e facilita o desenvolvimento de doenças e pragas.

A rotação de culturas consiste, na prática, em alternar o cultivo de diferentes categorias de legumes em diferentes parcelas segundo as suas necessidades espedíficas. Para pôr em prática uma cultura rotativa, deverá começar por separar o seu terreno em quatro parcelas.

Parcela 1

Nesta plantará vegetais de folha, como a alface, os epinafres, as couves, mas também as batatas e o tomate Estes necessitam um solo rico em nutrientes, nomeadamente azoto.

Parcela 2

Aqui entram a cebola, o alho, e os demais vegetais de raíz como os rabanetes, as cenouras, a beterraba e os nabos, que são capazes de ir buscar azoto mais profundamente.

Parcela 3

Nesta, os legumes grão. Feijão, favas, ervilhas e também os legumes fruta como o melão e as abóboras.

Parcela 4

Esta parcela fica em repouso. Aqui semeará apenas “adubo verde” ou seja, plantas como o trevo, luzerna, e vegetações esponâneas, que irão enriquecer o seu terreno.

Como fazer a rotação?

No segundo ano coloque as culturas da parcela 1 na 2, as da 2 na 3 e as culturas da parcela 3 na 4. Descansa então a parcela 1. A idéia é nunca repetir as mesmas culturas na mesma parcela. Igualmente importante é, na Primavera, enriquecer o solo com estrume ou composto.

As aromáticas e vegetais como os espargos ou o ruibarbo podem ser instalados de forma permanente numa mesma parcela, devendo no entanto rodá-las entre elas.

Boas Culturas!

Tags:
Próximo artigo

2 Comments

  1. Maria 24 de Julho de 2011

    Olá, gostei bastante deste artigo, foi o mais completo que encontrei. Fiquei com uma dúvida relativamente as aromáticas e vegetais como o espargo. Posso planta-los em todas as parcelas? Basta somente rodar os restantes vegetais? Vou iniciar em setembro a plantação, com os vegetais da época e o terreno

    Responder
  2. clodoveu rodrigues 2 de Novembro de 2014

    Boa noite!
    Gosto de plantar tomate para uso proprio, porem tenho pouco espaço para fazer a rotação de culturas, como posso corrigir o canteiro mais rapido para usar na proxima plantação. Obrigado

    Responder

Deixe o seu comentário clodoveu rodrigues Cancelar comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Ir para o topo