A CARREGAR

Type to search

Parque Olímpico Queen Elizabeth II, o mais recente grande parque urbano de Londres

Texto: Catarina Gonçalves Fotografia: Lobo do Mar (Vasco Melo Gonçalves e Catarina Gonçalves) e D.R.

Para os jogos Olímpicos 2012, a cidade de Londres comprometeu-se criar um parque urbano sustentável e contemporâneo na zona de Startford. O parque olímpico Queen Elizabeth II teve como conceito e objetivo combinar a paisagem tradicional dos parques ingleses com a mais recente tecnologia em energias verdes, criando um novo tipo de Parque para o século 21.

O plano era restaurar a relação com o rio e transformar a zona industrial negligenciada em 100 hectares que celebrassem não só os jogos olímpicos, mas deixassem um testemunho, um espaço único para as gerações futuras.

Estádio-Olímpico-de-Londres

Um trabalho da autoria do atelier Hargreaves Associates, em conjunto com o a equipa local LDA Design, foi inspirado nos jardins Vitorianos do pós-guerra, festivais de jardins e grandes relvados tipicamente ingleses, grandes espaços para relaxar e zonas com bancos para as pessoas de sentarem um pouco por todo o parque. Durante os jogos foram instalados ecrãs gigantes onde aqueles puderam ser visionados. Como legado o parque olímpico é o mais recente grande parque urbano da cidade de Londres com equipamentos dedicados ás práticas desportivas para uso do grande público, espaços para eventos e sempre com uma grande preocupação ao nível da biodiversidade.

ParqueOlimpico_Londres-037

George Hargreaves, que fundou em 1983 a Hargreaves Associates, é um dos mais reconhecidos arquitetos paisagistas a nível mundial com grandes obras um pouco por todo o mundo, designadamente as praias de Abu Dhabi, Master Plan dos Jogos Olímpicos de Sydney no ano 2000, centro de tratamento de águas em Brightwater, Seattle e a frente ribeirinha de Cincinnati, entre muitos outros.

ParqueOlimpico_Londres-087 ArcelorMittal-OrbitParqueOlimpico_Londres-144

“Pode parecer-se com um jardim do Chelsea Flower Show onde toda a vegetação foi pensada para estar no seu melhor num curto espaço de tempo, mas não é. Depois dos jogos, toda a vegetação terá o seu crescimento e floração natural, sou jardineiro há 35 anos e tenho trabalhado mais em quintas privadas, mas este parque é extraordinário.” Declaração do chefe da equipa de jardineiros do parque olímpico Queen Elizabeth II aquando dos jogos olímpicos em 2012.

ParqueOlimpico_Londres-164

O parque está dividido em diferentes zonas Centro Aquático de Londres, Copper Box, London Velopark, Estádio Olímpico, Eton Manor, escultura ArcelorMittal Orbit, East Village, Stratford, London Olympics Media Centre, Riverbank Arena e Park Live.

SAM_0471-copy

SAM_0456-copy

Assim que se chega ao parque por uma das principais entradas de quem vem da estação de metro de Stratford, um dos elementos que mais se destaca é a escultura ArcelorMittal Orbit, com uma altura de 114.5 metros esta escultura é também um ponto de observação. É a peça de arte de maior dimensão exposta ao público na Grã-Bretanha e pretende ser o símbolo para o futuro dos jogos olímpicos de 2012. Esta escultura foi desenhada pelo artista Sir Anish Kapoor e pelo arquiteto Cecil Balmond do grupo Arup. O nome “ArcelorMittal Orbit” combina o nome da empresa patrocinadora desta peça, que custou quase 20 milhões de libras, a Arcelor Mittal com o nome original dado pelos artistas, Orbit.

ParqueOlimpico_Londres-093

ParqueOlimpico_Londres-105

 

SAM_0470-copy

Esta escultura representa os avanços que têm sido feitos no campo da arquitetura, combinando a escultura com a complexidade da engenharia estrutural, estabilidade e instabilidade num trabalho que permite aos visitantes andar por uma série de caminhos em espiral. Muito criticada, tanto pela positiva como pela negativa, esta peça que inspira reações fortes é sem dúvida uma das imagens mais reconhecidas de todo o parque olímpico.

 

No parque estão também localizados o Centro Aquático de Londres‎ e o Estádio Olímpico de Londres. O Centro Aquático de Londres foi desenhado pela arquiteta vencedora do Prémio Pritzker em 2004, Zaha Hadid, antes da candidatura de Londres aos Jogos Olímpicos de 2012. O centro foi construído em conjunto com a Arena de Pólo Aquático, e do lado oposto ao Estádio Olímpico, na margem oposta do Rio Waterworks. As suas dimensões impressionam, tem 45 m de altura, 160 m de comprimento e 80 m de largura. O telhado, que faz lembrar uma onda, tem 1040.5141 m², mais pequeno do que os anteriormente planeados 3251.6065 m². Jacques Rogge, o Presidente do COI, descreveu o Centro como uma “obra-prima”.

ParqueOlimpico_Londres-127

O projeto do Estádio Olímpico de Londres foi revelado a 7 de novembro de 2007, sendo definido como estádio com 80.000 lugares, a peça central dos Jogos. Aqui tiveram lugar as cerimónias de abertura e encerramento e as provas do atletismo, posteriormente os lugares foram reduzidos para 25.000.

ParqueOlimpico_Londres-057

O exterior foi planeado para ser construído com material ecologicamente sustentável, um mural envolvente com 20 metros de altura e num perímetro de 900 metros. A base desse material foram fibras de cânhamo que foram retiradas no final do evento. O estádio está localizado num antigo terreno industrial entre os rios Lea e Bow Back. Um outro rio conclui a formação de uma ilha fluvial. A leste da ilha encontra-se o rio Waterworks e a oeste foi erguido o Centro Aquático de Londres. Devido à sua localização no meio da ilha, o estádio já foi apelidado como Estádio da Ilha

ParqueOlimpico_Londres-050

A revista Tudo Sobre Jardins visitou este espaço no mês de maio de 2014 e é sem dúvida um lugar espetacular, cheio de vida, uma transformação imensa no terreno. Com algumas críticas de especialistas que nos parecem ser válidas, nomeadamente na ligação ao rio. Aquando da apresentação do conceito do projeto parecia que a ideia era que houvesse uma maior interação com o público e que não foi totalmente bem-sucedida.

Centro-Aquático-de-Londres‎

Equipa do projeto:

Master Plan – Hargreaves Associates and LDA Design

Arquitetura paisagista, desenvolvimento do design e documentos para construção – Hargreaves Associates and LDA Design

Engenharia – South Park – Arup; North Park – Atkins

Horticultura – North & South Park – Dr. Nigel Dunnett and Prof. James Hitchmough; South Park – Sarah Price

Ecologia – Dr. Peter Shepherd

Administração paisagista – ETM associates

ParqueOlimpico_Londres-071

O parque em números:

Mais de um milhão de visitantes desde julho 2013

700 000 pessoas estiveram presentes durante os eventos de Verão de 2013

Em média cerca de 15 000 pessoas visitam o parque todas as semanas

Com mais de 200 hectares é do tamanho de Hyde Park

65 km de cursos de água, 45 hectares de floresta, sebes e habitats para a vida selvagem

525 casas para pássaros, 150 caixas para morcegos foram instaladas

221113_LLDC_AC_127 140331_LLDC_AC_103

https://queenelizabetholympicpark.co.uk/

Não se esqueça de ir até www.tudosobrejardins.com e fazer já a sua assinatura da revista Tudo Sobre Jardins.

 

A REVISTA TUDO SOBRE JARDINS está na banca desde Agosto de 2007 e traz, trimestralmente, informação de qualidade com um foco especial no paisagismo e design. A parceria com o Portal do Jardim.com permite agora que os leitores deste portal tenham acesso a conteúdos produzidos por esta excelente publicação.

Tags:

Talvez goste deste artigo

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Ir para o topo