A CARREGAR

Type to search

Fisális (Tomatinho de capucho)

Physalis peruviana
A sua origem é no Brasil mas espalhou-se pelas terras altas do Perú e Chile, estando hoje bastante disseminada nas regiões de climas temperados e tropicais.
Sendo um arbusto perene, os frutos dourados envoltos por pequenos cálices vesiculares, nascem em abundância.
São frequentemente cultivados ao ar livre como uma cultura anual, frutificando no final do Verão e Outono. Como nos aconselha Holly Farrel: “As pevides devem produzir plantas que darão frutos nesse ano. O ideal é semear em Março mas pode ser feito em qualquer altura do ano.”

Muito apreciados e com propriedades antioxidantes importantes, são excelente fonte de Vitamina C, ferro, cálcio e vitaminas B. Na medicina tradicional foi usada como diurético. Com cerca de 18 variedades de aminoácidos. Benéfica para o sistema imunitário
Os frutos comem-se crus, combinam bem em qualquer salada e são também extremamente decorativos aparecendo muitas vezes em produtos de pastelaria e sobremesas. Também permitem fazer compotas. Os frutos são excelentes mergulhados em chocolates e podem ser secos e desidratados.
Semelhante a uma pequena laranja e com a textura do tomate está envolvida numa película quase papel e que lhe dá um ar muito delicado.
Recentemente (mês de Julho) estive numa horta da minha amiga Ana e a sua planta Physalis peruviana estava em plena floração e os frutos eram extremamente saborosos. A planta formava um arbusto já com alguma dimensão e parecido com um tomateiro com cerca de 1 metro de altura.

As plantas requerem sol direto e calor mas sem temperaturas muito elevadas. Devem ser protegidas da geada.
Ao longo do ano precisam de água mas menos no pico de frutificação. Cresce em praticamente todos os solos, mesmo os mais pobres, e em vasos. Estão sujeitos a apanhar o mesmo tipo de doenças do tomateiro.
As sementes germinam com facilidade mas demoram um pouco mais que outros vegetais (2 a 3 semanas). O ideal é a sementeira ser feita no interior, o cultivo pode ser feito tanto no interior como no exterior. O ideal é não ultrapassar a temperatura mínima de 1°. Atinge o máximo de 1,20 m de altura. Os tutores são aconselhados para servirem de apoio

Recomendação
Adubo líquido de Hortícolas da Naturen faz a diferença, sendo ideal para hortas familiares.
Para se nutrirem as plantas extraem o alimento do solo. Pouco a pouco os recursos esgotam-se. O fornecimento de adubo permite renovar esta alimentação indispensável para o bom desenvolvimento planta.
A sua composição: bagaço de beterrada NK: 2,5 – 5
Azoto (N): estimula o crescimento das plantas e das folhas.
Potássio (K): fortalece as plantas, favorece a frutificação e a resistência contra a secura.
Melhor alimentada, a sua planta será mais bela, mais desenvolvida e robusta.
Este produto é novidade no mercado. Basta uma tampa para 2 litros de água. Aplica-se de Março a Outubro. Muito importante é que é compatível com produção biológica.
Em embalagens de 1 L.
Saiba mais em www.kb-jardim.pt

A REDACÇÃO do Portal do Jardim.com, conjuntamente com todos os seus contribuidores, prepara artigos e notícias do seu interesse, mantendo-o ao corrente do que se passa sobre o Jardim, em Portugal e no Mundo.

Tags:

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Ir para o topo