A CARREGAR

Type to search

Galinhas e Ovos Frescos: uma tarefa fácil com muitos benefícios

Ter galinhas é uma experiência muito positiva. Não é preciso ter cuidados extraordinários e há benefícios óbvios. Os ovos frescos que são incomparáveis aos de supermercado – mesmo os ovos de galinhas do campo de supermercado.

Galinha a por ovos

A gema é muito mais amarela, a clara tem uma densidade diferente, e o sabor é excepcional.As galinhas precisam de um galinheiro para o qual é bom primeiro avaliar o número de galinhas que queremos ter, a forma como se vai limpar (tem de ser prático porque a limpeza deve ser feita regularmente. Por exemplo, no Monte do Laranjal com cerca de 20 galinhas fazemos uma limpeza semanal), o número de poleiros (essencial para a o melhor descanso das galinhas), e a facilidade de acesso aos ovos diariamente.

Galinhas banhos de pó

No caso de estar numa zona rural, é fundamental verificar a segurança do galinheiro durante a noite contra possíveis ataques de raposas, entre outros animais. É possível comprar na internet galinheiros e que se montam já no local (ver foto).

Não é preciso ter um galo para manter galinhas – eles ajudam na hierarquia do grupo – mas na ausência de galo, normalmente uma galinha toma o lugar de líder.
Quando é possível, é muito bom poder soltá-las para que comam erva fresca (dá cor à gema), pequenas pedras (ajuda com a digestão – as galinhas não têm dentes!), e para que tomem “banhos de pó” para se protegerem de parasitas. É sempre necessário complementar com uma ração de compra para assegurar uma dieta completa, mas soltar as galinhas poupa muito nas quantidades administradas. As galinhas gostam também dos restos da cozinha e horta – mas só cascas e legumes e nada cozinhado.

Galinhas com-galo

Onde comprar galinhas?

O melhor lugar para comprar galinhas é nas feiras locais, como por exemplo, a Feira de São Pedro de Sintra, a feira em Évora, ou no caso do Monte do Laranjal, no mercado mensal em Reguengos de Monsaraz, ou em alternativa na feira trimestral  no mesmo local (Maio, Agosto, Outubro e Dezembro). Algumas grandes superfícies já comercializam galinhas.

O Monte do Laranjal é uma antiga propriedade agrícola que, apesar de inactiva até recentemente, os seus antigos edifícios foram restaurados e convertidos naquilo que é hoje uma casa de família, com uma área reservada para turismo rural. Tem uma horta biológica e um laranjal (ambos certificados) e várias árvores de fruto que cuidam sem recurso a pesticidas ou outros químicos que não produtos biológicos certificados. Saiba mais em: www.montedolaranjal.com.

Tags:

Talvez goste deste artigo

6 Comments

  1. Vera C. S. Castanheira Nunes 5 de Junho de 2013

    Artigo informativo, conciso. Não esqueceu os predadores, problema que muitos criadores de galinhas esquecem , mas de que rapidamente são lembrados e da pior maneira. Mas quanto à ração, não sei. Para manter a qualidade dos ovos, a ração, mesmo apenas como suplemento, não é propriamente o melhor.
    A limpeza é essencial, claro, não só pelos animais mas também pelo cheiro, só superado pelo dos porcos. Assim, se por um lado não deve ficar muito longe das casas para que os predadores (principalmente os humanos) não se afoitem com facilidade, por outro, por muita limpeza que haja, o cheiro é bastante repulsivo. Mas não funcionamos todos da mesma maneira.
    Boa sorte!

    Responder
  2. ana 5 de Junho de 2013

    gostaria de saber o preço do galinheiro.

    Responder
  3. Monte do Laranjal 6 de Junho de 2013

    Obrigado Vera! Nós aqui no Monte damos ração às nossas galinhas, mas é mesmo só como suplemento. Assegura a produção de ovos de uma forma mais regular. Mas elas estão soltas todo o dia no laranjal (cerca de 8000m2). Como estão longe da casa, o cheiro não nos incomóda, e a limpeza regular também não permite que cheire MUITO mal. Agora é claro, elas têm sempre o cheiro delas… Nada a fazer!
    Os predadores aqui no Alentejo são uma ameaça constante. Não nos podemos esquecer de as fechar antes do sol se pôr – as raposas são muitas, e os saca-rabos. Enfim, um desafio constante. Mas já as temos há 3 anos e meio e não nos arrependemos!

    Responder
  4. ana neves 15 de Novembro de 2013

    Achei uma “piada” ter descoberto este artigo… em Agosto pernoitei no vosso monte e aprendi que as galinhas tomavam banho de poeira 😀 nem fazia ideia! Neste momento estou a uns minutos de começar a ter galinhas, tenho o espaço praticamente pronto… falta apenas a porta e as Galinhas que irei comprar na feira do Entroncamento… Vai ser uma festa!!!

    Responder
  5. José Chumbinho 27 de Novembro de 2015

    Na net, podem ver galinheiros “deslocáveis”; isto é: são galinheiros totalmente fechados, em rêde e madeira, possuindo 2 rodas para ajudar na deslocação. Têm uma parte coberta que inclui abrigo e local para porem os ovos. Quando uma zona de erva já está devidamente “deserta” ( pois as galinhas comem-na muito bem ), basta deslocar o galinheiro até outro local com erva e tudo recomeça. Os ovos são retirados pelo exterior do galinheiro.Também possuem portas de acesso aos tratadores, para abastecerem a ração e a água. A propósito de ração, devemos ter cuidado, pois a grande maioria das rações para todos os animais, são feitas á base de cereais transgénicos. Eu não administro rações comerciais a nenhum dos meus animais; simplesmente compro os componentes NÃO TRANSGÉNICOS, faço uma mistura equilibrada e coloco num moinho que construí de propósito para este fim; este moinho tem um crivo que permite moer grosseiramente os grãos e não os transforma em farinha; assim sendo este tipo de alimento, torna-se mais apetecível para os animais.

    Responder
  6. Paulo W. Sobrinho 15 de Outubro de 2017

    Tive uma experiência muito boa. Resolvi criar algumas galinhas. Comprei 3 Rhode Island, logo comprei um galo e uma pequena galinha índia. Tinha um espaço de 30m². Em 2 anos estava com 163 aves, entre pintinhos, galos e galinhas. Todos produzidos por chocar ovos naturalmente. As galinhas índias são as melhores chocadeiras que existem. Infelizmente tive que me desfazer da criação, pois morava na área urbana que nos dois anos cresceu muito a vizinhança.Mas é uma experiência sem igual criar galinhas.

    Responder

Deixe o seu comentário ana Cancelar comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Ir para o topo