A CARREGAR

Type to search

Orquídea Coelogyne cristata, A Rainha da Neve

(Lê-se CE – LO – GI –NE )

É uma orquídea que está já presente em muitas coleções particulares pela sua facilidade de cultivo e, claro, pela sua beleza.

P1260296

O seu habitat são as florestas húmidas nas montanhas altas dos Himalaias e Vietname. São plantas epífitas, crescem em troncos e ramos de árvores. Nas nossas casas podem ser cultivadas em vasos ou cestos suspensos ou ainda montadas em cortiça. Como apreciam ambientes húmidos, as plantas montadas em cortiça podem ser mais difíceis de manter pois secam mais rapidamente. Nos vasos ou cestos utilizamos um substrato para plantas epífitas constituído por casca de pinheiro média, fibra de coco grada, alguma leca para aumentar a drenagem e um pouco de perlite para evitar que as raízes sequem em demasia.

As flores têm cerca de 8cm e são brancas, com o interior do labelo decorado com uns filamentos amarelo alaranjados. Nesses filamentos encontramos também um agradável perfume. A planta é generosa nas suas florações e é frequente encontrar-se plantas maduras com múltiplas florações que pendem em todo o seu redor.

P1260454

Gostam de boa luz, intensa, mas sem sol direto. No nosso país podem ser cultivadas no exterior desde que protegidas do sol e das chuvas intensas. As temperaturas frias do Inverno são essenciais para que floresçam no final da estação mais fria. O nome “Rainha da Neve” deve-se a que muitas flores aparecem antes das neves começarem a derreter nas montanhas. Nos dias quentes dos nossos Verões estas orquídeas devem ser colocadas em lugares à sombra, com bom arejamento e, se possível, num local mais fresco.

Sendo essencial a humidade, devemos regar 1 a 2 vezes por semana no Inverno e se estiver muito calor no Verão, diariamente ou de dois em dois dias. Se as pontas das folhas começarem a secar é um sinal que a planta nos comunica para que as regas sejam mais frequentes. O fertilizante também é importante para estas plantas. Devemos fertilizar em quase todas as regas.

Para além da Coelogyne cristata, é fácil encontrar a variação citrina e a variação hololeuca sendo elas diferentes no labelo. A Coelogyne cristata hololeuca é totalmente branca e a variação citrina tem o interior do labelo amarela clara.

 P1260452

O C.O.P. – CLUBE DOS ORQUIDÓFILOS DE PORTUGAL é uma associação sem fins lucrativos que tem como objetivo juntar os portugueses que gostam de orquídeas divulgando estas jóias botânicas, tanto no seu cultivo como plantas ornamentais, como também na sua história e em todos os aspetos em que as orquídeas estão presentes na sociedade e cultura.

Aberto a gente de todas as idades, o clube tem já associados spalhados por Portugal continental e ilhas. A partilha de experiências terá lugar em encontros, workshops, cursos, presença na internet (Webpage, Blog, Facebook, Youtube, etc), publicações, exposições e concursos, pequenos passeios pela natureza e grandes viagens pelo mundo. Onde houver orquídeas, nós estaremos lá!
Website Clube Orquidófilos Portugal

Tags:

Talvez goste deste artigo

1 Comments

  1. Ana Maria Sá 25 de Março de 2015

    Como todos os outros divulgados pelo CLUBE DOS ORQUIDÓFILOS DE PORTUGAL é extremamente interessante e útil a quem como eu só a muito pouco tempo tenho orquídeas, e esta será próxima aquisição. Muito obrigado e continuem

    Responder

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Ir para o topo