A CARREGAR

Type to search

Transplante de Cebolos para a Horta

Conseguir crescer cebolas na horta não é difícil mas tem certos passos que ajudam no sucesso da operação. É sempre necessário fazer viveiros ainda no Inverno, e assim na Primavera é possível fazer o transplante para a terra – sempre depois de qualquer risco de geadas. Caso não tenha feito viveiros, é sempre possível comprar cebolos ao molho, ou trocar com outros produtores da zona por outras plantas com que tenha tido mais sucesso.

Preparação de terra para terceiro rego

Preparação de terra para terceiro rego

Transplante de cebolos para a terra

Transplante de cebolos para a terra

Detalhe de cebolos na terra

Detalhe de cebolos na terra

Cebola com 6 semanas após transplante

Cebola com 6 semanas após transplante

O transplante é feito quando o caule da planta tem já algum tamanho (cerca de 5mm de grossura). Deve-se cortar cerca de dois terços da parte de cima das folhas e reduzir o comprimento das raízes. Isto porque vai estimular a planta a enraizar e, como as folhas estão mais curtas, ajudamos a planta a não ter muito trabalho em alimentar as suas folhas.

Para apostar em conseguir cebolas maiores é sempre bom estrumar a terra – tivemos muito bons resultados com estrume de cavalo. As cebolas gostam muito de água, e quando o transplante é feito não pode faltar. Rapidamente começa-se a ver como aumentam de tamanho. Este exemplo na imagem tem 6 semanas desde o transplante. Contamos poder colhê-las em Junho/Julho.

 

O Monte do Laranjal é uma antiga propriedade agrícola que, apesar de inactiva até recentemente, os seus antigos edifícios foram restaurados e convertidos naquilo que é hoje uma casa de família, com uma área reservada para turismo rural. Tem uma horta biológica e um laranjal (ambos certificados) e várias árvores de fruto que cuidam sem recurso a pesticidas ou outros químicos que não produtos biológicos certificados. Saiba mais em: www.montedolaranjal.com.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Ir para o topo