Abóbora

Categorias: Aromáticas & Medicinais, As Plantas, Featured

Tags: , ,

Comentários: 16 comentários | Partilhar!

feature photo

Na aldeia onde vivo, povoam-se os telhados e os muros de abóboras a partir do mês de Setembro. As variedades são muitas: abóbora-menina, abóbora-porqueira, abóbora-morango, chila, hokaido, abóbora esparguete, etc.

História

A abóbora (cucurbita-pepo ou cucurbita-máxima), é originária das Américas, onde era já consumida 6000 anos antes da nossa era, tendo sido importada para a Europa no séc.XVI.

Quando os primeiros colonos chegaram à América, observaram que os índios plantavam as abóboras junto ao milho e que a utilizavam não só na culinária, mas também para fins medicinais. A abóbora era para muitas tribos um verdadeiro objecto de culto.

Os gregos e os latinos usavam a abóbora devido às suas propriedades refrescantes.

Os médicos árabes utilizavam o suco como sedativo.

Os ciganos húngaros, os turcos da anatólia, ucranianos, e habitantes da transilvânia, não sofrem de qualquer problema de próstata, acredita-se que isso possa ser devido à utilização de pevides de abóbora na sua dieta diária.

A abóbora é um símbolo de prosperidade na China.

Na Etiópia mastigam pevides como laxativo, devido ao alto teor em fibras.

Estudos realizados na Polónia comprovaram que as sementes e polpa de abóbora de Inverno de cor laranja forte, contêm substâncias inibidoras do cancro. Todos os frutos e vegetais cor de laranja contêm beta caroteno que é uma substância inibidora das células cancerígenas.

As abóboras de Inverno têm mais calorias que a abóbora de Verão, pois contêm glúcidos.

Composição química:

As sementes contêm mucilagem, aleurona, gorduras não saturadas um princípio activo: a peporesina, que se encontra na película verde que envolve a semente, vitamina A (especialmente na de Inverno),B9 (ácido fólico),ácidos aminados como leucina e tirosina,as pevides são muito ricas em zinco, proteínas, hidrato de carbono, magnésio, cálcio, fósforo, ferro, potássio, cobre e fibras, sendo portanto muito equilibradas, nutritivas e energizantes.

Propriedades:

A abóbora é um alimento muito útil nas doenças de estômago e intestinos, tem propriedades laxativas e emolientes. Devido ao alto teor em zinco, melhora o funcionamento das glândulas da próstata e próstata inflamada.

Actua sobre o pâncreas, estimulando a secreção de insulina.

A polpa pode ser utilizada como cataplasma em queimaduras.

É diurética, sedativa, refrescante, emoliente, ajudando a limpar o organismo, impedindo assim as fermentações pútridas.

As sementes têm uma forte acção, não irritante nem tóxica muito eficaz no combate  aos parasitas intestinais .

Devido à sua riqueza em caroteno(vitamina A) e ao alto teor em minerais, oligoelementos e fibras, a abóbora age como protectora cardiovascular, retardando o envelhecimento.

É útil ainda em casos de gota e reumatismo, hemorróides, cáries dentárias e descalcificação.

Existem estudos que provam que a abóbora ajuda o bom funcionamento dos rins e supra-renais.

Acalma os tecidos irritados do aparelho digestivo.

Aumenta a produção de leite materno

Na agricultura:

Tolera a seca mas não humidade em excesso e gosta de terra bem estrumada.

Desenvolve-se bem na vizinhança da figueira do inferno, consocia-se bem com o milho mas quando plantado junto da bateira tem um efeito inibidor mútuo.

Existe uma variedade de abóbora, a ” butterblossom ” que produz essencialmente flores as quais são muito apreciadas na culinária de vários países.

Na culinária:

Não convém utilizar abóboras muito grossas que são geralmente fibrosas e amargas.

As flores abertas são comestíveis e decorativas, servem para perfumar sopas, podem comer-se recheadas com carne e legumes ou ainda salteadas ou fritas com farinha e ovo.

O pão de abóbora é também muito apreciado em vários países.

No nordeste do Brasil existe um prato delicioso de abóbora recheada com camarão e assada no forno.

A tarte de abóbora é muito apreciada na América na altura das celebrações de  “thanksgiving”,assim como as lanternas para enfeitar as janelas em “Hallowen” ou dia de todos os santos.

Pode fazer ainda crepes de abóbora, juntando abóbora cozida à massa, tendo o cuidado de escorrer bem a água da abóbora.

No nosso país são comuns as filhós de abóbora, o doce de abóbora que fica excelente preparado com canela e nozes, utiliza-se ainda em sopa e purés, a variedade okaido é muito utilizada na cozinha macrobiótica

A abóbora-menina que é uma abóbora de Inverno fica óptima em pratos de suflês e em sopa.

A abóbora almiscarada de polpa açucarada e cor laranja forte é excelente em purés para bebés.

A abóbora apimentada, verde com nervuras, recheia-se facilmente e é um bom substituto da cenoura.

Receita

Pudim de laranja com abóbora:

4 fatias de pão integral,1/5 copo de leite,1/5 copo de sumo de laranja, ¼ de concentrado de sumo de maçã, 2 ovos, 1 banana cortada, 2 colheres de canela, 1 copo de abóbora cozinhada.

Corte as fatias de pão e desfaça-as, coloque as migalhas num tabuleiro untado, misture numa tigela, o leite, sumo de laranja e maçã, abóbora canela, banana e sal, mexa bem estes ingredientes e junte-os às migalhas de pão. Leve a cozer em forno lento durante 50 minutos

Na cosmética:

As sementes de abóbora são muito úteis no combate à acne devido à alta percentagem de zinco que permite que a vitamina A armazenada no fígado, seja libertada para o sangue, a vitamina é excelente para a pele

Aqui ficam algumas sugestões para ajudar a passar os dias frios que se aproximam.

Partilhar!
  • Facebook
  • Twitter
  • MySpace
  • Digg
  • Live
  • del.icio.us
  • Google Bookmarks
  • NewsVine
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • Technorati
  • LinkArena
  • LinkedIn

Sobre o autor

O Autor

FERNANDA BOTELHO nasceu em Tojeira/Sintra em agosto de 1959. Aos 18 anos viaja para Londres onde estuda antroposofia e plantas medicinais e pedagogia Montessori. Fez o curso de guia de jardim botânico com a Alexandra Escudeiros e gostou tanto que repetiu no ano seguinte. Apaixonada por jardins botânicos, é frequentadora assídua de Kew gardens. Absorve o que vê, fotografando e escrevendo. Publica anualmente desde 2010 agendas de plantas medicinais, três livros infantis “Salada de flores” “Sementes à solta” e “Hortas aromáticas”. “As plantas e a saúde, guia de remédios caseiros”. É colaboradora do programa Eco-escolas desenvolvendo projetos de plantas medicinais e hortas sustentáveis nos espaços escolares com professores e alunos. É convidada regular da RTP 1, organiza passeios botânicos e dá workshops sobre plantas medicinais. Blogue Malva Silvestre.

Comentários

Existem 16 comentários, deixe o seu

  • Olá Fernanda,
    Gostei muito desta sua informação sobre abóboras mas continuo com alguma dificuldade em identificar as diferentes variedades existentes. Será que podia apresentar algumas fotografias com os respectivos nomes?
    Obrigada

  • Olá.
    Obrigado por partilhar a informação e conhecimentos sobre abóboras.
    Gostava muito que tivesse a amabilidade de introduzir fotos identificativas das diferentes espécies. Obrigado
    A.Varzino

  • obrigada pelo interesse, é concerteza um pedido pertinente, só que não tenho essas fotos disponíveis, mas irei tentar arranjar e colocá-las aqui.

  • Gostei muito de ler este artigo. Felicito o facto de ter partilhado os seus conhecimentos connosco, de forma tão altruísta. Obrigada

  • Fiquei a saber que as pevides de abóbora são boas para combater crescimento/ inflamações da próstata e entretanto descobri, na net, que existem vários produtos em cápsulas , com óleos de pevide . Pode Recomendar algum em especial ? Obrigado

  • Obrigada pela excelente informação e, muito especialmente, pela receita do pudim que vou, de certeza, experimentar.
    Um abraço
    CBrito

  • olá! poderá informarme onde é comum encontrar a abóbora-esparguete? obrigado.

  • boa tarde. sera que me poderia dizer onde posso encontrar “abobora esparguete”?

  • Boa tarde,

    Procuro informação sobre uma abóbora parecida com a abóbora menina casca laranja e com a polpa também alaranjada, só que pesa entre os 2 e 3 KG, ao contrário da menina que é enorme ,tenho a informação que em espanha tem o nome de calabaza experta, não sei se será a abóbora moranga.
    Solicitava, caso conheça informação sobre esta variedade.

    Jorge

  • Olá, gostei muita da informação.
    Plantei umas sementes de mini abóboras decorativas que comprei em uma loja, gostaria de saber se também são comestíveis, adoraria fazer uns prantos com elas, mas tenho receio de serem tóxicas. Me esclareça, por favor! :D

  • Gostaria de saber se devemos comer as povides de abobora em verdes ou em secas,e se as devemos comer com ou sem casa.

  • gostaria de saber se existe uma variedade ou nome popular de abobora “TIEITA”.

  • GOSTARIA DE FAZER O SEGUINTE COMENTÁRIO E COLOCAR A QUESTÃO,COMEÇANDO A EFECTUAR
    UM TRATAMENTO COM SEMENTES DE ABÓBORA
    HOKAIDO PARA PROBLEMA PROSTÁTICO COMO
    O MESMO DEVE SER FEITO E SE TEM ALGUM
    PROBLEMA COLATERAL COM FÁRMACOS,ME DIGAM
    ALGO?!

  • Em Portugal,onde poderei comprar cápsulas de óleo de sementes de abóbora,de preferência origem alemã.
    Obrigado

  • boa noite, gostaria de saber onde posso comprar sementes de abobora espaguet, sou sp/sp, grata…

  • Olá
    Gostaria de saber qual abobora pode substituir a chila na receita portuguesa de pão de rala?

Deixe o seu comentário!

nome
(obrigatório)
e-mail
(obrigatório) (não será mostrado)
website
comentário
 

Relacionados

Produtos Seleccionados

pub



Secções
em Destaque

As Dicas
Conselhos úteis!
Plantas Ornamentais
Rosas, Orquídeas e muito mais!

Junte-se
a nós!




PUB

Votação

  • Pensa adquirir ou já adquiriu algum equipamento a bateria para manutenção dos jardins?

    Ver Resultados

    Loading ... Loading ...

Jardineiros
online

  • 8 Jardineiros Online
  • Jardineiros: 4 Convidados, 4 Bots