A CARREGAR

Type to search

Os meus jardins: Bacalhôa Buddha Eden

O sonho comanda a Vida…

Assim se pode definir o projeto de jardim Buddha Eden concebido pelo Comendador Berardo em plena Quinta dos Loridos.

Texto e fotografia: Vasco de Melo Gonçalves

Em plena região Oeste, junto ao Bombarral, ergue-se um dos projetos mais intrigantes e curiosos que já tive a oportunidade de ver. Devido à destruição dos Budas Gigantes de Bamyan pelos talibans, o Comendador Berardo responde a este ato com a criação de um espaço de harmonia e de convivência pacífica entre religiões e diferentes sociedades. Através da arte é possível a convivência de credos e de modelos de sociedade das diferentes regiões do planeta. Estamos perante um projeto que está em permanente evolução e onde, o comendador é parte ativa quer na escolha das obras como na localização das mesmas no espaço.
A incorporação de novas formas de arte pertencentes a quadrantes civilizacionais diferentes veio aumentar o interesse por este espaço multi-cultural.
Nesta minha visita tento, através da fotografia, transmitir a sensação de paz, felicidade, harmonia e os amplos espaços que o jardim Buddha Eden possui…

O maior jardim oriental da Europa
“…Com cerca de 35 hectares, o jardim foi criado em protesto contra destruição dos Budas Gigantes de Bamyan, naquele que foi um dos maiores atos de barbárie cultural, apagando da memória obras-primas do período tardio da Arte de Gandhara.
Entre budas, pagodes, estátuas de terracota e várias esculturas cuidadosamente colocadas entre a vegetação, estima-se que foram usadas mais de 6 mil toneladas de mármore e granito para edificar esta obra monumental. A escadaria central é o ponto focal do jardim, onde os Buddha dourados dão calmamente as boas-vindas aos visitantes.
No lago central é possível observar os peixes KOI, e dragões esculpidos que se erguem da água. Terá ainda a oportunidade de observar os 700 soldados de terracota pintados à mão, cada um deles único, encontrando-se alguns enterrados, tal como há 2.200 anos.
O jardim de Escultura Moderna e Contemporânea proporciona um espaço tranquilo na natureza para apreciar arte moderna. Peças selecionadas da Coleção Berardo, como por exemplo da autoria de Joana Vasconcelos, Alexander Calder, Fernando Botero, Tony Cragg, Lynn Chadwick, Allen Jones e muitos outros, encontram-se dispostas no jardim rodeadas de plantas diversas. Esta galeria em espaço aberto possui obras que são regularmente substituídas, proporcionando ao visitante experiências novas e interessantes, em cada visita.
O jardim de arte de Esculturas Africanas é dedicado ao povo Shona do Zimbabué, que há mais de mil anos esculpe pedra à mão transformando-a em obras de arte. O povo Shona acredita em espíritos ancestrais conhecidos como “Vadzimu”. As suas esculturas demonstram a união entre estes dois mundos, o físico e o espiritual. Estes incríveis escultores de pedra mantêm a crença de que cada pedra tem um espírito vivo, que influencia aquilo em que ela se virá a tornar. O trabalho do artista é “libertar o espírito da pedra”. Existem mais de 200 esculturas dispostas sob a sombra de 1000 palmeiras”.

Informações úteis
Visitas ao Jardim
Jardim, loja do vinho e restaurante abertos todos os dias exceto dia 1 de Janeiro e 25 de Dezembro.

Horário
09.00 às 18.00
Nota: Portão de Entrada e o Restaurante encerram às 17.30

Ingressos
Jardim – 4€ (IVA incl.)

Entrada livre
Crianças até aos 12 anos inclusive.

Coordenadas GPS
39°16’33.24″N | 9° 8’24.23″O

A REDACÇÃO do Portal do Jardim.com, conjuntamente com todos os seus contribuidores, prepara artigos e notícias do seu interesse, mantendo-o ao corrente do que se passa sobre o Jardim, em Portugal e no Mundo.

Tags:

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Ir para o topo