A CARREGAR

Type to search

História

A romã (punica granatum) é uma árvore da familia das Lythraceaes podendo no entanto ser também considerada da família das Punicaceas.

O seu nome científico deriva do latim malum granatum que significa maçã de muitas sementes. À árvore pode dar-se o nome de romeira ou romanzeira.existe a teoria baseada em textos antigos de que a maçã do paraíso não seria maçã nenhuma mas sim uma bela,dourada, suculenta e tentadora romã carregada de todo o seu simbolismo associado à fertilidade.

Na arte cristã, judaica e islâmica a romã simboliza a unidade e a vida eterna.

Na mitologia grega aparece também associadada à morte mas também à ideia de fertilidade e imortalidade,nos textos do velho testamento é muito citada, aparecendo aqui ligada aos rituais de agricultura e colheitas abundantes.

Era já conhecida dos médicos e botânicos da antiguidade que a consideravam excelente medicina. Hipócrates e Dioscórides conheciam as propriedades das suas sementes como anticonceptivo e diz-se que a terão recomendado para tal fim, na China é considerada  um remédio utilizado há milhares de anos para combater a diarreia, vermes intestinais e hemorragias internas,nos mercados da Índia podem adquirir-se as sementes secas para utilizar na culinária,a romã era conhecida dos antigos egípcios que a utilizavam no fabrico de um vinho leve.

Recentemente tem sido alvo de muitos estudos onde se tornou popular nos mercados ingleses e americanos devido principalmente às suas propriedades antioxidantes e anti-cancerígenas.

Habitat

Julga-se que a romã seja originária da região transcaucasiana e do Afeganistão,Síria,Iraque e Irão onde é ainda hoje muito utilizada,o seu cultivo expandiu-se mais tarde para a China, India, África e mediterrâneo,as variedades espontâneas da Ásia central apresentam grande diversidade em relação ao tamanho, sabor dos frutos mais ou menos doces,mais ou menos adstringentes, mais ou menos suculentos, mais vermelhas ou mais rosáceas,mais ou menos quantidade de polpa, época e frequência da colheita etc.o calor dá mais açucar e mais sumo aos seus frutos,os de cor vermelho escuro-doirado contém mais sementes  de sabor agradável e refrescante,entre nós é cultivada um pouco por todo o país sendo mais comum no sul,prefere solos ligeiramente calcários e bem drenados e zonas semi-áridas,é uma árvore bastante resistente,conseguindo sobreviver em condições sob as quais a maior parte das árvores não resiste,consegue mesmo sobreviver em temperaturas que podem ir até aos 10º negativos,os principais produtores de romã são o Irão, Israel, Líbano, Egipto, Tunísia e Itália.

Partes utilizadas

Utiliza-se a polpa do fruto mas também a casca, as flores não abertas e ainda a raíz.

Componentes

O fruto é rico em vitaminas A,B,C e E, contém magnésio,sódio,potássio,ácido tánico,matérias resinosas e gordas, granatina, a casca do fruto,do tronco e especialmente da raíz é extremamente adstringente e contém alcalóides peletierenos e triterpenoides que podem ser bastante tóxicos.

Propriedades

Em investigações recentes feitas na Universidade da Califórnia chegaram à conclusão de que um copo de sumo de polpa de romã por dia ajuda a combater alguns tipos de cancro como o da próstata,do colon e da mama,os antioxidantes existentes no fruto restauram as células doentes e matam as cancerígenas,tanto a casca do tronco como do fruto ou a raíz são remédios específicos contra os parasitas intestinais como as infestações de ténias, a sua acção fortemente adstringente e os alcalóides ajudam os vermes a soltar-se das paredes intestinais,devendo depois no entanto tomar-se um chá com acção vermífuga e laxante como a artemísia ou a hortelã para que os vermes sejam expulsos do arganismo,este tipo de tratamento deve  no entanto ser acompanhado por um profissional,uma infusão das flores fechadas pode ser utilizada em casos de diarreia leucorreia, ou inflamações da garanta em forma de gargarejos que também são eficazes quando efectudasa partir de uma decocção feita com a casca do fruto.o sumo da fruta é ainda utilizado para combater a flatulência,a parte mais terapeutica no combate às ténias é a casca da raiz das árvores com mais de oito anos.

Culinária

Na Turquia utiliza-se a romã na confecção de pratos de carne de borrego,utiliza-se ainda para temperar saladas e na confecção de sobremesas,no Médio Oriente costuma misturar-se com o abacate,é também muito utilizada na Grécia no fabrico de licores e gelados,entre nós existem  já no mercado iogurtes com romã mas ainda não estão comercializados que eu saiba os sumos tão populares nos outros países do norte da Europa,o conhecido licor de grenadina muito popular entre or franceses é feito com a polpa da romã.

Jardim

A romanzeira é uma belíssima árvore que se adapta bem a pequenos jardins, raramente ultrapassando os seis metros de altura,tem ramos esguios terminados em espinhos,folhas lanceoladas e flores escarlates em forma de coroa que se desenvolvem nas extremidades dos ramos, o fruto de casca dura varia em tons de escarlate e dourado que em anos mais abundantes fazem pender os ramos com o seu peso,a romanzeira propaga-se facilmente por  cortes feitos durante o seu período de dormência, ameio do Inverno, depois da bela folhagem dourada ter caído, pegam muito depressa e desenvolvem-se rapidamente.

A polpa da romã pode ser utilizada para tingir tecidos.

Precauções

Devido ao elevado teor de alcalóides a casca da romã está sujeita a restrições nalguns países e deve ser utilizada com aconselhamento profissional.

FERNANDA BOTELHO nasceu em Tojeira/Sintra em agosto de 1959.
Aos 18 anos viaja para Londres onde estuda antroposofia e plantas medicinais e pedagogia Montessori.
Fez o curso de guia de jardim botânico com a Alexandra Escudeiros e gostou tanto que repetiu no ano seguinte.
Apaixonada por jardins botânicos, é frequentadora assídua de Kew gardens. Absorve o que vê, fotografando e escrevendo.
Publica anualmente desde 2010 agendas de plantas medicinais, três livros infantis “Salada de flores” “Sementes à solta” e “Hortas aromáticas”. “As plantas e a saúde, guia de remédios caseiros”. É colaboradora do programa Eco-escolas desenvolvendo projetos de plantas medicinais e hortas sustentáveis nos espaços escolares com professores e alunos.
É convidada regular da RTP 1, organiza passeios botânicos e dá workshops sobre plantas medicinais.
Blogue Malva Silvestre.

Tags:

13 Comments

  1. HILDA 12 de Dezembro de 2008

    OBRIGADA POR TIRAR MINHAS DUVIDAS

    Responder
  2. Henrique Zucca Jr 23 de Março de 2010

    Tomo 240 ml de suco de romã diariamente desde outubro de 2009, contra problemas pulmonares. O resultado tem sido excelente, tendo “limpado” minhas vias respiratórias completamente, baixando a quantidade de secreção catarral para praticamente zero.

    Adicionalmente, observei uma enorme eliminação de toxinas, que provocavam retenção de flúido em meus tecidos, resultando numa redução de peso corporal de sete a oito quilos (de 95kg para 87kg), significativa para uma estatura de 1.83m.

    Iniciei o tratamento baseado em trabalho realizado na Universidade de Winsconsin, Estados Unidos, onde extensas pesquisas foram realizadas e os efeitos comprovados. Trabalhos semelhantes foram realizados pela Universidade de Israel e pela Universidade de Nápoles, Itália.

    Responder
  3. Paulo Silva 2 de Outubro de 2011

    Boa tarde

    Estou interessados nos seguintes frutos e/ou respectivas sementes:
    -Açai
    -Noni Taitiano
    -Bagas de Sabugueiro
    -Amora silvestre
    -Romã
    -Mangostão
    -Cerejas Pretas
    -Arandos Vermelhos

    Aguardo resposta

    Com os Cumprimentos

    Responder
  4. Bruno 2 de Outubro de 2011

    Não sabia essa da casca mas que fazem droga disso?
    uma coisa tenho uma romãzeira que não esta a dar fruto um viveirista disse que elas necessitam de companhia de pelo menos outra romãzeira senão não elas na frutificam sabem alguma coisa disso

    Responder
  5. José Anjo 16 de Maio de 2012

    Bom dia. tenho uma romazeira que ganha muito piolho verde nos raminhos. já tratei com Decis mas o pilho volta sempre passados alguns dias. Creio mesmo que nem chega a morrer todo. Aconselharam-me que tratasse com um veneno sistémico. Ainda não tem frutos está na fase de foloração. Agradecia o conselho José

    Responder
  6. Cristina 18 de Junho de 2012

    Quero plantar um romanzeiro no jardim do edificio onde moro. Preciso saber como é a raiz. Preciso de uma arvore frutifera com raizes leves porque temos um encanamento proximo.. Obrigada

    Responder
  7. João Borges 16 de Junho de 2013

    om dia. tenho uma romazeira que ganha muito piolho verde nos raminhos. já tratei com Decis mas o pilho volta sempre passados alguns dias. Creio mesmo que nem chega a morrer todo. Aconselharam-me que tratasse com um veneno sistémico. Ainda não tem frutos está na fase de foloração. Agradecia o conselho

    João Borges

    Responder
  8. Mariana Alface 16 de Novembro de 2014

    Há uns bons aninhos atrás na minha aldeia de Casa Branca(Sousel)- distrito de Portalegre, quase todos os quintais tinham romanzeiras. No da minha avó que estava e está ligado com o nosso, havia 2 ou 3.
    Agora no quintal do Alentejo e nas minhas barras do quintal de Coimbra, tenho mas romãzeiras de jardim- Arbusto ornamental.
    Mas ainda há muitas pelos quintais da nossa aldeia; por isso quando lá vou há sempre alguém que nos dá.

    Responder
  9. thamires 14 de Fevereiro de 2015

    Ola! Primeiramente parabéns pelo portal, muito educativo

    Gostaria de tirar uma dúvida, na minha casa tem umá árvore frutífera que tem uns 4m, ela dá uns frutos muito similares a Roma, só que bem menores e impossíveis de comer.
    E não floresce, não tem aquelas flores vermelhas típicas de romanzeiras, por isso fico na dúvida.
    E se for roma,como faço pra recuperar, curar essa árvore pra dar frutos grandes e suculentos.

    No aguardo, desde já agradeço

    Responder
  10. Maria Rosa Ferreira 25 de Maio de 2015

    Adoro romãs. Tenho duas, Dão bastantes flores e depois não consigo ter uma só romã. Tenho muita pena. Estão no jardim. Será água a mais ou a menos. Será que me pode aconselhar?
    Obrigada.
    M. Rosa

    Responder
  11. Maria Lia Sardinha 26 de Novembro de 2015

    Tenho uma romãzeira e dá muitas flores. Nunca vi flôr nenhuma. Fico triste e tenho vontade de corar embora ela é linda. As flores são duplas e grandes e bonitas. Está no meu quintal . Será que ela unca vai dar fruto?Por favor aconcelhem-me alguma coisa.Obrigada.

    Responder
  12. maria teresa cadete 27 de Abril de 2016

    No jardim de nossa casa no Algarve, tenho uma romanceira há cerca de dois anos. Não se tem desenvolvido muito e até Abril só aparece uma flor. O que poderei fazer para esta árvore desenvolver. Faltará algum tratamento específico ou mais água. Obrigada pela possível informação.

    Responder
  13. Isabel Dias 13 de Abril de 2017

    Tenho algumas romanzeiras pequenas e as flores caem. Gostaria de saber se devo pôr algum adubo, qual, em que época, como deve ser a rega, etc. O terreno apanha muito sol pois é no Ribatejo. As poucas romãs que conseguem vingar são muito pequenas e ficam rachadas. Obrigada

    Responder

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Ir para o topo