A CARREGAR

Type to search

O Castanheiro (Castanea sativa)

Castanheiro, reboleiro, castanheiro-comum, castanheiro-vulgar. Embora existam mais variedades esta é a mais comum na Europa e a palavra sativa significa que é cultivada.

Pois é, Verão de São Martinho é sinónimo de castanhas. O Verão não quis vir mas as castanhas estão aí, muito saborosas e nutritivas, ricas em amido.
O Castanheiro tem ainda a vantagem de ser uma árvore muito bela e que pode proporcionar boas sombras nos dias estivais.
É uma árvore de folha caduca. O seu crescimento não é muito rápido e é uma árvore que atingir os 30 m de altura. A sua fase produtiva não se inicia antes dos 8 anos. A largura fica entre os 12 e os 18 m. Requer solo ácido, rico em húmus e bem drenado, se houver sol direto tanto melhor (6 horas por dia é o ideal na fase de crescimento). Árvore originária, julga-se, do Sudoeste da Ásia mas desde épocas remotas tem sido cultivada desde a região mediterrânica até à zona meridional dos Alpes, a sua copa é arredondada. Podem alcançar a idade de 500 anos ou mesmo mais, é das espécies folhosas com maior longevidade.

Flores masculinas reunidas em longas espigas e na base destas as flores femininas em grupos de 2 e 3 das quais se desenvolvem os frutos. As flores de intenso aroma atraem e alimentam numerosos insetos, como escaravelhos, besouros e abelhas. A floração dá-se de Maio a Junho.
A época do fruto é no Outono a partir de Outubro e estendendo-se até Novembro. As castanhas mantêm-se dentro de uma cúpula espinhosa, chamada de ouriço, até à maturação. Existem muitas maneiras das castanhas serem confecionadas, sejam cozidas, assadas, cristalizadas, em puré doce ou salgado, enfim tudo o que a nossa imaginação permitir.

Dica:Para ter frutos saudáveis mantenha as castanhas num recipiente ao sol e cubra-as de aparas de madeira para absorverem a humidade.
Se decidir plantar um castanheiro deve adquirir plantas de raízes nuas na Primavera, bem desenvolvidas e com folhas saudáveis, plantas com ramos secos e folhas moles ou murchas não devem ser opção.
Verifique as raízes e corte as que estão danificadas encurtando as saudáveis. Pode banhar as raízes em água durante cerca de 6 horas de modo a que as células desinchem. Cave um buraco suficientemente grande para conter o torrão, componha o fundo e as paredes do buraco, forme um cone de terra no fundo encha de terra à volta e por cima das raízes e compacte o terreno, regue abundantemente no momento da plantação e todas as semanas durante o crescimento da planta.
Se tiver já uma árvore a frutificar é preferível colher os frutos da árvore ainda no ouriço. Manter a temperaturas entre os 12° e os 15° graus até que abram. É aconselhável podar as árvores jovens para permitir o desenvolvimento dos ramos laterais de um tronco apenas.

No final do Inverno podar os ramos doentes até encontrar a parte saudável dos ramos. Elimine os rebentos dilatados prematuramente que podem ser sinal de galerias de insetos.
No início da Primavera se as folhas estiverem descoloradas ou o crescimento for lento aplique um fertilizante equilibrado para fortalecer a planta.

Doença: O Curculio elephas escava galerias nos frutos enchendo-os de excrementos. Colha os frutos todos os dias e guarde-os no frio para destruir as larvas ou em saquetas bem fechadas para interromper o seu ciclo de vida.
Vulgarmente explorado para madeira e pelo fruto. As castanhas foram durante muito tempo. A principal fonte de hidrato de carbono na alimentação e nos meios rurais muito importantes para a economia local.
Infelizmente a sua importância na componente florestal decresceu muito nas últimas décadas . Agora começa a ter um interesse redobrado, o fruto é excelente e a madeira é muito valiosa. A sua plantação implica sempre um investimento a médio longo prazo o que nem sempre é aliciante.

Veja também o artigo da autoria de Fernanda Botelho publicado em 2009, com mais informação preciosa sobre esta árvore em https://www.portaldojardim.com/pdj/2009/11/09/castanheiro/

A REDACÇÃO do Portal do Jardim.com, conjuntamente com todos os seus contribuidores, prepara artigos e notícias do seu interesse, mantendo-o ao corrente do que se passa sobre o Jardim, em Portugal e no Mundo.

Tags:

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Ir para o topo