A CARREGAR

Type to search

Tangerineira Citrus reticulata

Ramos carregados de frutos suculentos muito decorativos, saborosos e nutritivos.
Abundantes no final de Outono e no início da Primavera.

Fotografia de Carlos Félix

Árvore sempre verde e fácil de cultivar requer solo bem drenado, para evitar doenças no tronco e nas raízes, e sol directo quatro horas por dia para florir e produzir frutos.
As árvores podem atingir alturas entre os 2,5 m e os 7,5 m e larguras de copa entre os 1,80 m e os 4,5 m.
Com muitos ramos, folhas pequenas e flores brancas e perfumadas. Entre os citrinos é o que melhor tolera o frio embora o resultado sejam frutos menos doces. Os frutos têm geralmente uma casca fácil de retirar e a polpa doce está dividida em gomos que se separam com muita facilidade.
A tangerineira tem muita facilidade em originar híbridos, por exemplo a clementina que resulta duma tangerineira mediterrânica com uma laranjeira amarga, ou a tângera que resulta da junção com uma toranjeira.

As tipologias mais comuns são a tangerineira mediterrânica e a clementina.
A variedades mediterânica designada de Setubalense exibe frutos pequenos e médios, são muito aromáticas abundam no mercado protuguês e dão cerca de 20 sementes por fruto.
A maior parte das tangerinas deve ser colhida assim que amadurece pois de contrário o sabor altera. Devem ser tocadas regularamente para a colheita ser no momento certo. A casca fica rapidamente cor de laranja.
Sabia que pode ter uma árvore destas em vaso. Tem que cortar as raízes e os rebentos da plantas todos os anos. Se estiver demasiado carregada de frutos arranque alguns.
Quando adquirir a árvore opte por aquelas que não vão para além de duas vezes a altura do vaso e rejeite aquelas que apresentem algodão ou vesiculas sobre as hastes e folhas, claros sinais de cochonilhas.

Estação a estação
Inverno é para Fertilizar: Espalhe fertilizante debaixo da copa. Cada árvore adulta necessita de 800 grs de azoto e potássio
Início da Primavera é para podar : Corte os ramos doentes, secos ou desordenados. Pode manter a forma e o tamanho. Se uma árvore só tiver boas colheitas em anos alternados, pode-a drasticamente num ano em que esperar uma boa produção de frutos.
No Verão muita atenção à rega: Se não chover tem que se regar abundantemente todas as semanas evitando que se formem frutos com casca mais grossa e polpa mais seca.

Nota: Há umas décadas, a tangerineira ‘Setubalense’ era a única tangerina amplamente cultivada em Portugal. Com a implantação de novos pomares, sobretudo no Algarve, e com a modernização do sector, foram introduzidas novas cultivares de tangerineira, nomeadamente, as clementinas ‘Fina’ e ‘Nules’, algumas satsumas e diversos híbridos de tangerineira como a ‘Willking’, a ‘Fremont’ e a ‘Encore’. Mais tarde vieram a ‘Fortune’, a ‘Nova’ e cerca de uma dezena de novas clementinas.

O valor nutritivo do suco ou da polpa varia conforme a espécie, mas é sempre boa fonte de vitaminas A e C e sais minerais como potássio, cálcio e fósforo. Os frutos produzidos em agricultura biológica são mais ricos em vitamina C que os produzidos na agricultura convencional. A vitamina C é essencial para o sistema imunológico. A vitamina A é indispensável para a saúde dos olhos e da pele e aumenta a resistência às infecções.
A tangerina é considerada grande fonte de magnésio. O ser humano precisa de magnésio, apresentando maior concentração desse mineral nos ossos e músculos. Tem um papel importante na síntese das proteínas, na contratilidade muscular e na excitabilidade dos nervos.
Popularmente, a tangerina é conhecida pelo seu efeito diurético, digestivo e aumento na eficiência física. É laxativa, pois apresenta grande quantidade de fibrase asim meelhora o funcionamento do intestino. In Wikipédia

Tags:

Talvez goste deste artigo

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Ir para o topo