Jardins Interiores; Uma casa verdejante

Categorias: As Dicas, Dicas Práticas, Featured, Os Artigos

Tags: , , , ,

Comentários: um comentário | Partilhar!

feature photo

Cada vez mais o exterior e o interior de uma habitação fundem-se criando um ambiente único, onde o jardim e a sala-de-estar coabitam no mesmo espaço.

Plantas ajudam a naturalizar ambientes, arquitectura mais contemporânea cria melhores condições para jardins interiores, o facto de as janelas serem de grandes dimensões, os espaços tornam-se mais iluminados naturalmente desenvolvendo situações onde a implementação de espaços verdes interiores é possível. Assim como um melhor isolamento da casa torna a temperatura ambiente mais estável logo mais vantajoso para as plantas.

O sector de design de interiores e arquitectura tem vindo a explorar o uso de plantas, jardins verticais usados para cobrir paredes inteiras são um dos exemplos, em Hampton Court deste ano foi apresentado um jardim numa casa-de-banho, outro exemplo apresentado durante uma feira de decoração em Vancouver.

A nível comercial e de espaços públicos jardins interiores fazem já parte de um grande número de edifícios e centros comerciais que usam este método para naturalizar ambientes muitas vezes hostis e frios. O jardim de Inverno de Sheffield, no Reino Unido, é um dos maiores da Europa, exemplo perfeito da adaptação das plantas tropicais.

Jardins interiores podem facilmente ser apenas um grupo de vasos, de diferentes tamanhos para dar uma certa dinâmica, a escolhas das plantas e dos vasos e no entanto muito importante. Cactos são uma opção para criar espaços verdes mais facilmente, a altura de solo é mínima e existem vasos no mercado ideias para este tipo de vegetação.

Terraços interiores com clarabóias ou marquises são sítios ideais para explorar combinações de plantas e por que não até trepadeiras para criar um ambiente verdadeiramente de jardim.

Cuidados a ter com as plantas de interior

Deve-se escolher plantas para as condições de humidade e iluminação existentes no espaço para onde se destinam. Maior parte das plantas requerem pouca atenção a não ser alguma rega e deves em quando fertilizante.

Luz

Quase todas as plantas requerem luz filtrada e não directa, a intensidade da luz diminui bastante conforme estamos mais afastados das janelas, apesar de não darmos por isso pois os nossos olhos compensam automaticamente este facto.

Pouca luz resulta numa fraca fotossíntese, com consequência na planta a ficar cada vez mais fraca sem possibilidade de repor as folhas e flores que vão morrendo.

Demasiada luz pode também secar plantas que são na sua generalidade de climas tropicais.

No Inverno as plantas ganham vantagem se forem mudadas para locais mais luminosos devido a diminuição de luminosidade no exterior.

Temperatura

Plantas em casa gostam de temperaturas amenas sem grandes oscilações, o que durante o Inverno se pode tornar num problema devido aos aquecimentos centrais. Plantas devem ser afastadas dos radiadores, e evitar grandes flutuações da temperatura de dia com a de noite.

Clima

Plantas tropicais na sua generalidade gostam de climas húmidos, a colocação de uma bandeja com gravilha humedecida e com as plantas em grupo cria um microclima ideal para este tipo de planta. Os aquecedores no Inverno diminuem muito a humidade no ar.

Água

Água é uma das principais razões da destruição de muitas das plantas de casa, existe uma tendência para se regar em demasia que provoca a podridão das raízes, o solo deve estar ligeiramente húmido a tempo inteiro sem se deixar secar totalmente. As folhas com pontas e margens acastanhadas indicam normalmente que o composto ou a atmosfera está demasiado seca, usar sempre água morna para evitar choques de temperatura. Para plantas sazonais esta é uma altura de repouso quando a rega e a alimentação são praticamente extintas.

Fertilizante

Fertilizantes líquidos são normalmente os mais aconselhados para plantas de interior, um com nível de potássio mais elevado para plantas com flor em vaso, ou um mais balançado para plantas apenas de folhagem. Plantas devem ser apenas alimentadas quando estão activamente a crescer, normalmente entre Março e Setembro, plantas com flores apenas quando já têm rebentos ou flores. Fertilizantes especializados para certo tipo de plantas estão disponíveis no mercado.

Vasos

Em média depois de 1 a 2 anos as plantas precisam de ser mudadas para vasos maiores para manter um crescimento saudável, ao efectuar esta mudança a planta deve ser regada primeiro e deixar drenar, depois mudar para o vaso maior com o mesmo tipo de composto do anterior, mudar de vaso só quando realmente precisa.

Fonte Revista Tudo Sobre Jardins Fotografia D.R.

Partilhar!
  • Facebook
  • Twitter
  • MySpace
  • Digg
  • Live
  • del.icio.us
  • Google Bookmarks
  • NewsVine
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • Technorati
  • LinkArena
  • LinkedIn

Sobre o autor

O Autor

A REDACÇÃO do Portal do Jardim.com, conjuntamente com todos os seus contribuidores, prepara artigos e notícias do seu interesse, mantendo-o ao corrente do que se passa sobre o Jardim, em Portugal e no Mundo.

Comentários

Existe 1 comentário, deixe o seu

  • Quando podemos ficar mais perto da natureza, protegemos o planeta, trazemos os pássaros, as borboletas, a vida!

Deixe o seu comentário!

nome
(obrigatório)
e-mail
(obrigatório) (não será mostrado)
website
comentário
 

Relacionados

Produtos Seleccionados

pub



Secções
em Destaque

As Dicas
Conselhos úteis!
Plantas Ornamentais
Rosas, Orquídeas e muito mais!

Junte-se
a nós!




PUB

Votação

  • Pensa adquirir ou já adquiriu algum equipamento a bateria para manutenção dos jardins?

    Ver Resultados

    Loading ... Loading ...

Jardineiros
online

  • 19 Jardineiros Online
  • Jardineiros: 17 Convidados, 2 Bots