A CARREGAR

Type to search

O meu Jardim é no Campo: O rio Lizandro e os seus afluentes

O rio e a sua vegetação são os elementos condutores desta caminhada.

Caminhar ao longo do rio Lizandro e dos afluentes (rio Mourão e uma ribeira junto ao Trilho da Mata Pequena) num percurso circular não sinalizado, com cerca de 14 km de extensão e com um grau de dificuldade médio, é a minha proposta de caminhada pelo campo.

Texto e fotografias: Vasco de Melo Gonçalves

Papoila (Papaver rhoeas L.)

Cascatas de Anços

Os campos deslumbrantes devido à abundante floração convidam o caminhante a fotografar plantas e flores numa ânsia de registar toda a beleza com que se depara. É, sem dúvida, um trabalho impossível mas desafiante!

Borragem (Borago officinalis L.)

Azuraque (Convolvulus tricolor L.)

O percurso teve início na pitoresca povoação de Cheleiros (entre Sintra e Mafra), conhecida antigamente pela sua importância geográfica / estratégica e pelo seu vinho. Atualmente, é o vinho que lhe dá notoriedade através da recuperação de vinhas antigas encetada pela empresa ManzWine (é importante visitar o pequeno museu etnográfico situado nas instalações da empresa para compreender melhor a região). Saídos da aldeia e após muitas fotografias, a primeira paragem mais prolongada foi nas cascatas de Anços (ao 5,2 km) que suscitaram grande interesse devido à sua beleza natural e ao caudal forte do rio Mourão. A segunda paragem foi para recordar as origens vulcânicas da região de Lisboa com o Penedo do Lexim (ao 10,2 km) mas, antes, pudemos observar as vinhas que proporcionam uma paisagem mais “organizada”. A nossa caminhada está a entrar na parte final e, a terceira paragem, foi na bonita aldeia da Mata Pequena (ao 12,1 km) que foi alvo de grande remodelação / recuperação e hoje acolhe um negócio de Alojamento Local. Retemperadas as forças na Tasquinha do Gil, um restaurante com excelentes iguarias e um atendimento muito simpático, o regresso a Cheleiros fez-se através de uma paisagem deslumbrante ao longo da ribeira do Trilho da Mata Pequena.
Caso o caudal dos rios não seja tão grande, o percurso pode ser encurtado dispensando a visita a Anços. Desta forma concentramos a nossa atenção na vinha e na geologia.

Satirião-menor (Anacamptis pyramidalis L. Rich.)

Paisagem com a vinha em primeiro plano.

Aldeia da Mata Pequena

Track de GPS para descarregar: https://ridewithgps.com/trips/8576184

A REDACÇÃO do Portal do Jardim.com, conjuntamente com todos os seus contribuidores, prepara artigos e notícias do seu interesse, mantendo-o ao corrente do que se passa sobre o Jardim, em Portugal e no Mundo.

Tags:

Talvez goste deste artigo

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Ir para o topo