A CARREGAR

Type to search

Pirliteiro ou Espinheiro Branco: A árvore do coração

[img]https://www.portaldojardim.com/artigos/cpraticos/pilriteiro040207/abertura.jpg[/img]

[b]História e descrição[/b]
O pirliteiro é uma bela árvore de médio porte, podendo chegar a atingir cerca de 8 metros, folha caduca, ramos espinhosos (daí um dos nomes porque é conhecida em Portugal; espinheiro alvar), pequenas flores brancas da família das rosáceas e bagas comestíveis de um vermelho vivo semelhante a maçãs minúsculas, é uma árvore robusta podendo viver até aos 500 anos.
Desde a Antiguidade que é valorizada pelas suas propriedades medicinais,existem mesmo provas de que seria já utilizada pelo homem pré-histórico.
O médico Grego Dioscórides (100d.C.) já a mencinava no seu famoso livro Matéria Médica, assim como mais tarde o conceituado médico Suiço Paracelsus (1493-1541), mas é no século XIX que ela ganha grande notoriedade devido a estudos realizados por um médico Irlandês que a reconhece como um excelente remédio para tratar problemas cardio-vasculares.
Recentemente mais estudos têem sido feitos,sobretudo nos EUA e na Alemanha onde se confirmam as suas propriedades cardio-tónicas.
Em Inglaterra é conhecido como «May tree» pois a sua floração dá-se no mês de Maio.em Portugal floresce um pouco mais cedo podendo apresentar flores em Março ou Abril nos anos mais quentes. O seu nome científico [i]Crataegus laevigata[/i] ou [i]Crataegus monogyna[/i] (mais cumum entre nós) vem do grego kratos que significa força, isto deve-se à extrema dureza da sua madeira. Especialmente nos países nórdicos é muito utilizada para fazer sebes vivas.
Está ainda muito associada a lendas e feitiços, pois os Romanos tinham por hábito pendurar um raminho de pirliteiro por cima do berço dos recém-nascidos, para os protejer das más energias.
Na Idade Média, penduravam-no nas portas das casas com a mesma intenção.
Há historiadores que dizem que os espinhos da coroa de Cristo eram de ramos de pirliteiro.
Em Portugal o pirleiteiro apresenta vários nomes populares não muito charmosos na minha opinão: espinheiro alvar, espinheiro branco, escambrulheiro, escalheiro, cambroeira, abronceiro, estrepeiro… nomes cuja origem eu gostaria muito de conhecer, se algum leitor souber, não hesitem em contactar-me.
São utilizadas as folhas que se podem colher durante quase todo o ano, as flores de preferência em botão ou logo após a sua abertura, a partir de Março e as bagas que apresentam dois períodos de maturação, um em Novembro, mais ou menos pelo São Martinho e outro em Dezembro em que as bagas se tornam muito vermelhas e doces e com mais alto teor de anti-oxidantes e mais potencial curativo.

[b]Composição[/b]
Tanto as folhas como as flores ou as bagas apresentam propriedades medicinais.As bagas são fortemente anti-oxidantes que protejem o tecido celular e fortificam os tecidos do coração.
Contém ainda flavonóides (rutina e quercitina), tirterpenóides, glicósidos cianogénicos, aminas, trimetilamina, só nas flores, polifenóis, cumarinas e taninos, histamina e vitamina C.

[b]Propriedades[/b]
O pirliteiro é utilizado para tratar uma variedade de problemas cardíacos e de circulação sanguínea, o alto teor em bioflavonóides relaxam e dilatam as artérias, sobretudo as coronárias e periféricas,isto aumenta a irrigação sanguínea do músculo cardíaco e atenua os sintomas da angina de peito,os bioflavonóides também são anti-oxidantes o que evita ou reduz a degeneração dos vasos sanguíneos.
Uma das características extraordinárias desta árvore é a sua acção normalizadora do batimento cardíaco sendo portanto muito útil no tratamento de arritmia, tonifica o coração,sendo uma grande ajuda em casos de corações cansados e debilitados por exemplo depois de intervenções cirúrgicas, ajudando também a regular e equilibrar a tensão arterial, age de uma forma eficaz e segura mas não agressiva, é também vasodilatador de uma forma suave, o chá feito com as folhas e tomado regularmente(duas a três chávenas por dia) durante um ou dois meses, protege o coração, melhora a circulação,estabiliza os níveis de colagénio e tem uma acção ligeiramente adstringente,combate a arteriosclerose, em forma de gargarejos alívia dores de garganta, combinado com o gingko biloba, melhora a memória ao estimular a circulação sanguínea do cérebro fazendo aumentar a quantidade de oxigénio que lhe fornece, combate ainda problemas de insónias de origem nervosa.

[b]Jardim[/b]
Não sendo uma árvore de grande porte, é uma árvore robusta , sem grandes exigências a nível de tipo de solo,bonita e de grande utilidade,podendo plantá-la como sebe ou simplesmente como árvore decorativa.

[b]Culinária[/b]
As bonitas folhas recortadas do pirleiteiro algo semelhantes às folhas do carvalho ficam muito bonitas na decoração das saladas de cenoura ou beterraba., o sabor das folhas é muito leve e delicado.Estas folhas combinam ainda muito bem na salada de batata.

[b]Receita:[/b]
[b]Vinho de pirliteiro[/b]
2 quilos de bagas (pirlitos), 1 limão, 2 laranjas, 1quilo de açucar amarelo, 5 litros de água a ferver, fermento.

Colocar as bagas numa bacia e verter-lhe em cima a água a ferver,tapar e deixar ficar durante uma semana, mexendo todos os dias.Passada uma semana retirar as bagas e coar, juntando então a este líquido o açucar préviamente derretido com um pouco de água, uma vez arrefecida esta mistura, junta-se o fermento, volta a tapar-se e deixa-se repousar 24 horas após as quais se tranfere a mistura para um recepiente próprio de fermentação de vinho.

[b]Marmelada de pirlitos: [/b]
1 quilo de pirlitos, sumo de um limão, 1/5 litro de água, açucar.
Depois de retirados todos os ramos, colocar as bagas numa panela com a água e o sumo de limão, ferver em lume brando durante 45 minutos,retirar do lume e deixar a coar durante a noite, no dia seguinte retirar a polpa, pesar o líquido e calcular 450 gramos de açucar para cada 1/5 litro de sumo,levar de novo ao lume e deixar ferver até atingir uma consistência sólida que depois se verterá em recepientes que ao arrefecer terão a consitência da marmelada

Aqui ficam algumas sugestões de receitas de Inverno retiradas de um livro fantástico:
«Wild Food» de Roger Phillips da editora Pan Books.

FERNANDA BOTELHO nasceu em Tojeira/Sintra em agosto de 1959.
Aos 18 anos viaja para Londres onde estuda antroposofia e plantas medicinais e pedagogia Montessori.
Fez o curso de guia de jardim botânico com a Alexandra Escudeiros e gostou tanto que repetiu no ano seguinte.
Apaixonada por jardins botânicos, é frequentadora assídua de Kew gardens. Absorve o que vê, fotografando e escrevendo.
Publica anualmente desde 2010 agendas de plantas medicinais, três livros infantis “Salada de flores” “Sementes à solta” e “Hortas aromáticas”. “As plantas e a saúde, guia de remédios caseiros”. É colaboradora do programa Eco-escolas desenvolvendo projetos de plantas medicinais e hortas sustentáveis nos espaços escolares com professores e alunos.
É convidada regular da RTP 1, organiza passeios botânicos e dá workshops sobre plantas medicinais.
Blogue Malva Silvestre.

Tags:

55 Comments

  1. Clarice Anunciação 9 de Julho de 2017

    Em 1993 fiz uso desta planta e do extrato também com um excelente resultado. As complicações cardíacas desapareceram e fiquei ate 2015 sem problemas . Do final deste ano comecei com certos desconfortos e hoje estou a área cardíaca comprometida preciso urgente desta planta pois foi o única coisa que usei na época e me mantive saudável por todo esse tempo. Aqui em minha cidade e nas cidades vizinha tenho encontrado desde o último que voltou as arritmias e não acho. Por favor ajude-me encontrar a planta para cultivar e usar como medicamento e o extrato tambem. Fico muitíssima agradecida . Clarice Anunciação

    Responder
  2. Clarice Anunciação 9 de Julho de 2017

    Na minha cidade e nas cidades vizinhas não tenho encontrado nem a planta , folhas ou extratos. Corrigindo alguns erros da mensagem acima. Obrigada

    Responder
  3. Raabe marques silva 3 de Agosto de 2017

    Bom dia comprei tintura do espinheiro branco para me ajudar nas minhas extra sístoles. Quanto tempo ou meses leva para se sentir os efeitos? Obrigada

    Responder
  4. Elton Verissimo 25 de Agosto de 2017

    Boa Noite!
    Comprei sementes de espinheiro branco e gostaria de dicas de plantação.

    Responder
  5. Deborah Cathy 7 de Agosto de 2019

    Oi Clarice, não sei se já tem conhecimento mas já vende em cápsulas… Também estou com insuficiência cardíaca, vc tem facebook? Meu nome no face é Deborah Cathy sou de Brasília, queria conversar com vc. Beijos

    Responder

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Ir para o topo