O imponente silêncio das sequoias

Categorias: Árvores, As Plantas, Featured

Tags: ,

Comentários: 6 comentários | Partilhar!

feature photo

sequoia-(7)Dos passeios de outono que tenho realizado por Sintra nomeadamente na Quinta da Ribafria há árvores majestosas que me perseguem, me invadem os dias, me deixam por vezes tão encantada e deslumbrada pelo seu porte monumental, pela sua beleza e generosidade. Impõem-se estes dinossauros arbóreos de uma forma sábia e tranquilizadora.

Admiro-as e venero-as, não apenas a estes gigantes mas a todas as outras árvores, velhas amigas e aliadas. Quem sabe se um dia já fui árvore.

As sequoias espalhadas pelos vários espaços públicos e privados de Sintra são primas distantes do maior ser vivo que existe à superfície da terra e que se supõe ter a modesta idade de 4.650 anos e mede 155 metros de altura o que equivale a um prédio de 30 andares. Podemos encontra-la no que é por muitos considerada uma das mais imponentes paisagens do planeta no Yosemite National Park.

P1140687

Perder a noção de tempo e de espaço

Há quem diga que entrar numa floresta de sequoias ou giant red woods como lhe chamam os americanos é uma experiência quase mística de silêncio e paz onde se perde a noção de tempo e de espaço.

Todas as sequoias dos Estados Unidos estão hoje protegidas por lei e conservadas em museus vivos que são os Parques Nacionais, pois a desflorestação de que foram vítimas durante a época da colonização foi um dos atos de selvajaria mais brutais do planeta.

A conservação destes gigantes da floresta tem sido também trabalho de gigantes iniciado pelo naturalista e ambientalista John Muir, considerado o pioneiro dos movimentos de proteção da Natureza. Foi graças a ele que em 1890 surgiu um dos primeiros parques nacionais de proteção da natureza, o Yosemite National Park. O primeiro foi o Yellow Stone National Park.

Estes gigantes da floresta distinguem-se bem pela textura macia e esponjosa do seu tronco cor de canela, resistente ao fogo. A Sequoia sempervirens é uma árvore de folha persistente da família das Cupresáceas, apesar de haver alguns taxónomos que a coloquem na família das Taxodiáceas.

P1130486

Venerar as árvores

Os Índios daquela região nunca abatiam árvores já que eram por eles considerados seres sagrados, no entanto utilizavam as árvores tombadas na construção das suas canoas. Quando no Séc XIX os colonos chegaram à costa oeste dos Estados Unidos com machados, serrotes e dinamite impulsionados pela febre do ouro demoram por vezes mais de 3 dias e vários homens para abater uma única árvore passando por cima de tudo e de todos. Para os povos nativos era como se arrancassem a sangue frio pedaços do coração do planeta e do seu próprio coração.

P1140689

Propriedades medicinais das sequoias

As mulheres índias usavam as folhas para fins medicinais no tratamento de dores de ouvidos em forma de compressas em uso externo. Internamente utilizavam-nas em infusões como estimulante e tónico. As cascas eram também aproveitadas em decocções para purificar o sangue.

P1050742

Velhas e sábias

Estes gigantes silenciosos, com os pés bem assentes na terra e a cabeça nas nuvens ocupavam há cerca de 20 milhões de anos, antes de qualquer Idade do Gelo grande parte do hemisfério norte juntamente com os gingkos e os pinheiros de Wollemi, hoje ocupam apenas um área muito especifica da costa oeste dos Estados Unidos e Serra Nevada. As características geometeorológicas da costa do Pacifico são mais propícias ao crescimento destas árvores e por essa razão as espécies costeiras apresentam maior porte em relação aos espécimes encontrados nos bosques montanhosos.

P1010754

sequoia-(12)Sequoias classificadas de interesse público em Portugal

Em Portugal existem alguns exemplares classificados como de Interesse Público:

Lisboa, Jardim Teófilo de Braga

Penacova, Quinta de Santo António

Viseu, Silgueiros

Vila Nova de Famalicão, São Tiago da Cruz

https://www.icnf.pt/portal/florestas/aip/aip-monum-pt

Partilhar!
  • Facebook
  • Twitter
  • MySpace
  • Digg
  • Live
  • del.icio.us
  • Google Bookmarks
  • NewsVine
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • Technorati
  • LinkArena
  • LinkedIn

Sobre o autor

O Autor

FERNANDA BOTELHO nasceu em Tojeira/Sintra em agosto de 1959. Aos 18 anos viaja para Londres onde estuda antroposofia e plantas medicinais e pedagogia Montessori. Fez o curso de guia de jardim botânico com a Alexandra Escudeiros e gostou tanto que repetiu no ano seguinte. Apaixonada por jardins botânicos, é frequentadora assídua de Kew gardens. Absorve o que vê, fotografando e escrevendo. Publica anualmente desde 2010 agendas de plantas medicinais, três livros infantis “Salada de flores” “Sementes à solta” e “Hortas aromáticas”. “As plantas e a saúde, guia de remédios caseiros”. É colaboradora do programa Eco-escolas desenvolvendo projetos de plantas medicinais e hortas sustentáveis nos espaços escolares com professores e alunos. É convidada regular da RTP 1, organiza passeios botânicos e dá workshops sobre plantas medicinais. Blogue Malva Silvestre.

Comentários

Existem 6 comentários, deixe o seu

  • Obrigado Fernanda pela sua sensibilidade e por podermos partilhar aqui.

  • Obrigada querida Fernanda por seu texto instrutivo e poético.
    Sim…somos todos árvores.
    Forte abraço,
    Kenia

  • Excelente blog, continue. As árvores são para mim mais que simples árvores, temos de voltar todos a um respeito não só pelos animais mas pelas árvores

  • Excelente texto, excelente blog , continue!

  • I would like to correct certain mistakes, the Yosemite National Park has no coast redwoods but has got the giant redwoods that grow up to 90 m high, their rang is Sierra Nevada Mountains east of the California flats depression and Coast Rocky Mountains range where we can find the coast redwoods habitat northern half coast of California. The sequoia semper virens usually grows up to 100 m reaching maximum hight of 115 m confirmed and recorded. About Portugal the portuguese territory is very compatible to plant at large scale both redwoods species,as they aren’t invasive and they help to offset co2, create and help to keep the soil moisture and favours the native plants growth, with time natural streams will kick start in the forests where coast redwoods are present allowing the return of big mammals.I would like to say that the portuguese should plant sequoias insteed of gumtrees.

  • Olá a todos os que gostam de árvores. Gostei de ler este texto sobre as sequoias. Ontem fui ver a que existe na vila do Sabugal e, de caminho, fui ao Parque da Saúde, no hospital da cidade da Guarda. Tem lá 50 e tal sequoias. Foram plantadas no início do século XX. Juntei um saco cheio de cones (com sementes) que havia no chão. Na minha casa, em Torres Vedras, tenho três sequoias gigantes e uma siemprevirens. A siemprevirens está a crescer muito mais rápido do que as gigantes e tolera a geada. Ela ainda não tem dez anos e já alcança 4 metros de altura e está cheia de pequenos cones (mas sem sementes, claro). Abraço

Deixe o seu comentário!

nome
(obrigatório)
e-mail
(obrigatório) (não será mostrado)
website
comentário
 

Relacionados

Produtos Seleccionados

pub



Secções
em Destaque

As Dicas
Conselhos úteis!
Plantas Ornamentais
Rosas, Orquídeas e muito mais!

Junte-se
a nós!




PUB

Votação

  • Pensa adquirir ou já adquiriu algum equipamento a bateria para manutenção dos jardins?

    Ver Resultados

    Loading ... Loading ...

Jardineiros
online

  • 12 Jardineiros Online
  • Jardineiros: 8 Convidados, 4 Bots