A salgueirinha por Fernanda Botelho

Categorias: Aromáticas & Medicinais, As Plantas, Featured

Tags: , , ,

Comentários: um comentário | Partilhar!

feature photo

História

A salgueirinha também conhecida por erva-carapau ou salicária é uma planta que estamos habituados a ver crescer em locais húmidos. É muito bonita e algo discreta e a maioria das pessoas desconhecerá talvez que esta planta ripícola apresenta propriedades medicinais e também algum interesse ornamental.

DSC_0127

DR Flora-On

DR Flora-On

O seu nome científico é Lithrum salicaria L. e pertence à família das Litraceae. Em inglês é conhecida por purple loosestrife devido ao seu uso ancestral para acalmar o gado quando este estava muito agitado pois acreditava-se que afastava as moscas e os moscardos que incomodavam os incomodavam.

Em português chamamos-lhe salgueirinha pois cresce muitas vezes junto dos salgueiros ou seja sempre junto à água, zonas pantanosas, nascentes, fontanários, vales húmidos, margens de rios e ribeiros, até 1400 m de altitude.

O seu nome científico deriva do grego luthron que seria um termo antigo que designava sangue, estando assim associado à cor das suas flores que apresentam um tom rosa-avermelhado.

Nalgumas aldeias do norte da Europa acreditava-se qua as moitas de salgueirinhas eram refúgio para os duendes guardadores das minas de ouro.

DSC_0026

DR Flora-On

DR Flora-On

Nicholas Culpeper, o conhecido herborista inglês (1616-1654) mencionou a salgueirinha destilada no tratamento de inflamações oculares e da cegueira, feridas e pancadas nos olhos.

John Lindley na sua Flora Médica de 1838 recomenda-a em casos de diarreias agudas e até em surtos de cólera e disenteria.

Atualmente é considerada por jardineiros e agricultores uma erva daninha a destruir muitas vezes recorrendo aos tão perigosos e proibidos herbicidas.

É nativa da Europa mas muito aclimatada noutros países como a América do norte e alguns países asiáticos.

Partes utilizadas

Usam-se as folhas e flores que se colhem no verão, as flores e folhas frescas ou secas usam-se em infusão e os rebentos frescos podem comer-se em sopas e saladas.

Composição

Rica em salicarina, glicósidos (vitexina e orientina), um óleo volátil, taninos, mucilagem e esteroides vegetais. Pectinas, sais minerais com predominância do ferro.

DSC_0025

 

DR Flora-On

DR Flora-On

Utilizações e propriedades

Usada no tratamento de diarreias, inflamações intestinais (colites), cólicas dos bebés devido às propriedades antibacterianas de um dos seus compostos; a salicarina. A presença de taninos confere-lhe uma ação adstringente e anti-inflamatória e os flavonoides uma ação venotónica pelo que se recomenda em casos de hemorroidas e varizes. É ainda usada como emoliente (que amolece e relaxa os tecidos inflamados) graças às pectinas e mucilagens, recomendado por esse motivo, em forma de compressas para aliviar problemas de pele como eczema ou psoríase. É hemostática sendo usada para estancar o sangue das feridas e em casos de sangramento das gengivas.

É ainda usada como corante para conferir a cor vermelha a rebuçados.

No quintal e na cozinha

É bom saber que é uma bonita planta ornamental cujas sementes se autodesiminam muito depressa, mas que são muito fotogénicas. Na cozinha pode consumir as folhas e talos tenros cozinhados ou crus.

Mais informação em:

http://flora-on.pt/index.php?q=Lythrum+salicaria

DSC_0124 (2)

Partilhar!
  • Facebook
  • Twitter
  • MySpace
  • Digg
  • Live
  • del.icio.us
  • Google Bookmarks
  • NewsVine
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • Technorati
  • LinkArena
  • LinkedIn

Sobre o autor

O Autor

FERNANDA BOTELHO nasceu em Tojeira/Sintra em agosto de 1959. Aos 18 anos viaja para Londres onde estuda antroposofia e plantas medicinais e pedagogia Montessori. Fez o curso de guia de jardim botânico com a Alexandra Escudeiros e gostou tanto que repetiu no ano seguinte. Apaixonada por jardins botânicos, é frequentadora assídua de Kew gardens. Absorve o que vê, fotografando e escrevendo. Publica anualmente desde 2010 agendas de plantas medicinais, três livros infantis “Salada de flores” “Sementes à solta” e “Hortas aromáticas”. “As plantas e a saúde, guia de remédios caseiros”. É colaboradora do programa Eco-escolas desenvolvendo projetos de plantas medicinais e hortas sustentáveis nos espaços escolares com professores e alunos. É convidada regular da RTP 1, organiza passeios botânicos e dá workshops sobre plantas medicinais. Blogue Malva Silvestre.

Comentários

Existe 1 comentário, deixe o seu

  • Gosto muito das suas postagens no facebook e sempre vou dar uma espiadela.Hoje quis ler mais sobre essa planta e me direcionou pra cá. E gostei muito,pois gosto de usar plantas pra cuidar da minha saúde.
    Grata por partilhar teus conhecimentos conosco.
    Bjs

Deixe o seu comentário!

nome
(obrigatório)
e-mail
(obrigatório) (não será mostrado)
website
comentário
 

Relacionados

Produtos Seleccionados

pub



Secções
em Destaque

As Dicas
Conselhos úteis!
Plantas Ornamentais
Rosas, Orquídeas e muito mais!

Junte-se
a nós!




PUB

Votação

  • Pensa adquirir ou já adquiriu algum equipamento a bateria para manutenção dos jardins?

    Ver Resultados

    Loading ... Loading ...

Jardineiros
online

  • 12 Jardineiros Online
  • Jardineiros: 7 Convidados, 5 Bots